TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 20 de janeiro de 2017 • 14h56

Reitor da Unicesumar visita a Prefeitura de Londrina

Também foi visitada as obras do novo centro universitário; as aulas devem ter início em fevereiro com 14 cursos presenciais e outros EAD
Na segunda-feira (16) o secretário municipal de Governo, Marcelo Canhada, e o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Reinaldo Ribeirete, receberam a visita do fundador e reitor do Centro Universitário Cesumar (Unicesumar), Wilson de Matos Silva, e sua equipe. Durante o encontro eles foram conhecer o novo campus da faculdade em Londrina.

Localizado na Avenida Santa Mônica, 450, o campus está em fase final de construção. Os investimentos na implantação do Centro somam R$ 30 milhões, entre a aquisição do terreno e a construção dos 8 mil metros quadrados distribuídos em 26 salas de aula, auditório com capacidade para 450 pessoas, laboratórios, biblioteca, cantina, entre outras áreas. O terreno onde o prédio está sendo construído mede 33 mil metros quadrados e permite ampliações futuras.
“O planejamento foi instalar-se nas melhores cidades do Paraná e Londrina é a maior do interior. É uma bela cidade, com uma economia forte e pujante e não poderia ficar de fora dos nossos investimentos, principalmente porque trabalhamos com a premissa de sermos agentes de mudanças e transformação da sociedade através da educação de qualidade”, disse o fundador do centro universitário.
Segundo o presidente da Codel, os investimentos para a cidade são importantíssimos e demonstram o cuidado que os direitores da instituição de ensino têm no tratamento à educação. “O professor Wilson conheceu o mundo inteiro. Ele é um apaixonado pela educação, apesar de ter outras atividades, ele quis se dedicar a isso e está fazendo isso com um primor que é impressionante”, ressaltou Nado Ribeirete.

Durante a obra do Centro Universitário, cerca de 400 empregos indiretos foram criados e outros 100 diretos serão necessários para o funcionamento da instituição. Além disso, a construção da faculdade vem trazer desenvolvimento para a região leste de Londrina. Uma das contrapartidas do centro universitário é o desenvolvimento de projetos de extensão relacionados à área da saúde para atendimento da Vila Santa Terezinha como projetos de atendimento psicológico gratuito para a população do entorno.

Ampliação

A Unicesumar também está preparando um Estudo de Impacto de Vinhança (EIV) e, posteriormente, deve realizar uma audiência pública para discutir a possibilidade de receber, por doação onerosa, um terreno em frente ao empreendimento, visando a ampliação do Centro Universitário. Com isso, Londrina ganhará mais cursos, a região será melhor valorizada, haverá a geração de novos empregos diretos e indiretos, além de favorecer não apenas o município, como atender estudantes de toda a região.
Além disso, o secretário municipal de Governo, Marcelo Canhada, explicou que está em fase de negociação a construção de Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para a região leste ou norte da cidade, como contrapartida da instituição para o município. “Esse investimento é da maior importância, porque Londrina tem deixado de receber investimentos, muitas vezes, por falta de empenho do Poder Público e nós queremos inverter essa lógica. Com a universidade aqui a tendência é que mais investimentos possam vir, trazendo com eles mais qualidade de vida e segurança. Além disso, como contrapartida a Unicesumar vai construir uma UPA para a comunidade”, enfatizou.

Valorização para a região leste
Para o empreendedor do ramo de móveis planejados da região, Alvanir do Carmo Amaral, a construção de um polo educacional no bairro valorizou os imóveis e têm trazido melhorias para a região como a pavimentação da Avenida Santa Mônica. “Antes não tínhamos asfalto direito aqui. Agora, com a construção da faculdade, no final do ano a nossa rua foi asfaltada até o viaduto. Além disso, dizem que vão trazer um posto de Polícia para cá e vão construir uma unidade de saúde. A gente está torcendo para que de certo e que nossas duas filhas possam estudar aí”, disse.
A esposa do empreendedor, Silvana dos Santos Amaral, completou que uma das filhas do casal fará o vestibular no final do mês. “Minha menina vem trabalhar comigo todas as tardes e fica aqui olhando o andamento da obra e sonhando com o dia que ela vai poder estudar aí. Para nós, seria ótimo se isso desse certo!”, afirmou.

A expectativa dos diretores da entidade é que as aulas tenham início na segunda semana de fevereiro deste ano e que comecem com 14 cursos presenciais, como engenharia civil, gastronomia, design de interiores, administração, psicologia, biomedicina e farmácia. Outros 30 cursos ministrados na modalidade de Ensino à Distância (EAD) também ocorrerão no novo prédio.

Vestibular com inscrições abertas
A expectativa dos fundadores da instituição é que as aulas dos mais de mil alunos terão início na segunda semana de fevereiro. Para isso, as inscrições para o primeiro vestibular da entidade já estão abertas e custam R$ 10,00. A prova está marcada para sábado, dia 28 de janeiro.

Há polos de ensino da Unicesumar em todas as capitais brasileiras e mais de 150 cidades do país. Ao todo, são mais 80 mil alunos matriculados na instituição. Outros campus estão sendo construídos em Curitiba e Ponta Grossa.

Estiveram presentes na visita o vice-reitor Wilson de Matos Silva Filho, o chefe de Gabinete da Prefeitura, Bruno Ubiratan, o diretor administrativo do Centro Universitário, Alan Clayton Castardo, e o assessor da Reitoria, Miguel Gustavo Theodorovicz.

NC/PML

Clique nas fotos para ampliar

Foto Luiz Jacob - NC/PML
Foto Luiz Jacob - NC/PML


Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário