TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Saúde • 21 de março de 2017 • 09h16

Profissionais do SUS do Paraná poderão acessar conteúdo técnico internacional

A Secretaria de Estado da Saúde iniciou o processo de comunicação com os profissionais que atuam em unidades básicas, centros de especialidades e hospitais paranaenses para dar acesso ao conteúdo técnico da Britsh Medical Journal (BMJ). A empresa, vinculada à Associação Médica Britânica, é provedora global de conhecimento em saúde e educação médica continuada. A contratação do conteúdo da BMJ com o Governo do Estado foi estabelecida em dezembro de 2016 e a partir de agora poderá ser acessado pelos profissionais do Sistema Único de Saúde em atuação no estado. 

“Esta é uma oportunidade que estamos oferecendo para que o profissional atualize seus conhecimentos e tire suas dúvidas sobre diagnósticos e tratamentos com o que há de mais avançado no mundo”, disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. 

As ferramentas online ajudarão os técnicos de diversas áreas, como médicos, enfermeiros, farmacêuticos e dentistas, a implementar a medicina baseada em evidências, acessar diretrizes e pesquisas internacionais mais recentes, ter suporte à decisão clínica e atualização profissional. Cerca de 50 profissionais poderão acessar o sistema. 

CONSULTAS - Para ter acesso às ferramentas, as secretarias municipais de saúde, consórcios e hospitais devem aderir ao projeto junto à Secretaria Estadual da Saúde. O superintendente de atenção à saúde, Juliano Gevaerd, explica que o contato com os setores interessados está sendo feito com as entidades representativas. 

“Estamos em contato com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde, associação de consórcios e de hospitais para organizar o envio da chave de acesso aos profissionais. É importante que essas instituições organizem seus vinculados para que a informação esteja disponível para aqueles que atendem a população”, disse Gevaerd. Ele ressalta que o diferencial da ferramenta é qualificar cada vez mais o atendimento. “Queremos aumentar a resolutividade da atenção primária e evitar o encaminhamento desnecessário de pacientes à especialistas e a hospitais”, completou. 

FERRAMENTAS – A parceria estabelecida entre o Governo do Paraná e a BMJ vai fornecer acesso completo a dois módulos de consulta: o BMJ Best Practice e BMJ Learning, com o conteúdo em formato de texto, vídeo e áudio totalmente em português. 

O ‘Best Pratice’, sistema de segunda opinião técnica, já é utilizado por mais de 350 mil usuários em 60 países. Criado a partir do conceito da medicina baseada em evidências, ele aproxima o profissional de saúde aos conteúdos científicos mais atuais publicados no mundo. 

Já a ferramenta ‘Learnig’ é um recurso de aprendizagem online líder no mundo para profissionais e estudantes da área da saúde, com mais de 560 mil usuários registrados mundialmente. 

O sistema possui mais de mil módulos de aprendizagem em texto, vídeo e áudio, baseados em evidências, com tópicos clínicos e não clínicos, escritos por especialistas e revisados por pares. Apresenta casos clínicos interativos usando consultas reais, com informações sobre a doença e testes sobre o conhecimento do usuário durante todo o módulo. O objetivo é criar um ambiente de trabalho interativo para guiar o profissional em sua aprendizagem. 

“Aperfeiçoar nossos conhecimentos é tarefa que demanda disposição de aprender e acesso às novas condutas disponíveis no mundo acadêmico e científico. Com esta estratégia, estamos oferecendo o que há de melhor no mundo em termos de conhecimento técnico e esperamos que os profissionais utilizem as ferramentas”, finalizou o secretário. 

Os profissionais do SUS que queiram informações sobre o acesso ao conteúdo do BMJ podem enviar email para segundaopiniao@sesa.pr.gov.br.

AEN



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário