TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 25 de março de 2017 • 21h42

Deputado discute recuperação de asfalto da UEL na Casa Civil

No último dia 15 o deputado estadual Cobra Repórter e o prefeito do campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Dari de Oliveira Toginho Filho, reuniram-se com o secretário-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, para discutirem a liberação de recursos para a recuperação do asfalto na UEL.

Em agosto do ano passado, o prefeito e os diretores do Sindicato dos Servidores solicitaram ao apoio do deputado para obter os recursos para a recuperação da malha asfáltica do campus, que possui cerca de 100 mil metros quadrados de asfalto, desses, cerca entre 50 e 60 mil metros estão degradados e precisam de recuperação. O orçamento é de cerca de R$ 1,2 milhão.

O deputado Cobra Repórter afirmou que vai buscar recursos junto aos órgãos responsáveis e a casa Civil está avaliando a melhor forma de repasse, pois apesar do campus estar na cidade de Londrina, é uma instituição do Estado, por isso é preciso estudar a melhor forma de repasse. O meio mais provável é pela Secretaria Estadual de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia (SETI).

O prefeito do Campus destacou que alguns trechos precisam de intervenção urgente, em especial os 20 mil metros quadrados de pavimentação em pontos localizados entre a Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS) e o Centro de Ciências Biológicas (CCB). Outros locais que necessitam de melhorias são as vias de acesso aos Postos de Atendimento Bancários, até a rotatória próxima ao Restaurante Universitário, ressaltou o prefeito.

De acordo com Dari de Oliveira, em alguns pontos será necessário fazer a correção do asfalto, retirando a camada de substrato, para posterior recape. Há também pontos menos danificados que necessitam somente do recapeamento. Ele considerou o encontro positivo e vai aguardar uma definição. O deputado Cobra Repórter vai acompanhar o trâmite e continuar cobrando a liberação dos recursos.

Meire Bicudo /Asimp

*Com informações da Agência UEL de Notícias



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário