TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Cidades • 03 de abril de 2017 • 09h01

Prefeito entrega projeto de lei à Câmara Municipal para integrar consórcio público

Objetivo é viabilizar a recuperação da malha asfáltica de Londrina por meio dos serviços de pavimentação asfáltica prestados pelo Cindepar

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, assinou na sexta-feira (31) um projeto de lei que o Executivo está encaminhando à Câmara Municipal de Londrina com o objetivo de autorizar o Município a integrar o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar). A assinatura foi realizada no Parque Governador Ney Braga, após a cerimônia de abertura oficial da ExpoLondrina 2017. Diversas lideranças municipais e representantes de órgãos e entidades da região participaram da solenidade.

Caso obtenha autorização legislativa para aderir ao Cindepar, Londrina será o 122º município a compor o consórcio público, que tem como finalidade oferecer serviços na área de infraestrutura e desenvolvimento urbano de interesse comum dos municípios consorciados. Sua atividade principal é o atendimento às demandas de pavimentação asfáltica. Desde o seu surgimento, em 2013, o consórcio adquiriu usinas automotivas de pavimentação e implantou centenas de milhares de metros quadrados de asfalto em quase cinquenta cidades da região, através do modelo de micropavimento.

Segundo o prefeito Marcelo, a adesão ao consórcio público é uma solução inteligente que será essencial para que o Município possa ter condições de recuperar sua malha viária com um custo mais baixo e sem intermediários ou contratação de empresas particulares. “É importante ressaltar que, atualmente, cerca de 60% do asfalto de Londrina está deteriorado e necessita de manutenção. Às vezes as pessoas não percebem isso claramente na região central, mas quando se vai até os bairros, conjuntos habitacionais e distritos, é possível ter a dimensão da gravidade do problema. Junto ao Cindepar, poderíamos reduzir consideravelmente o custo do serviço e, com um planejamento de curto, médio e longo prazo, conseguiríamos recuperar toda a malha asfáltica do Município. Com a aprovação do projeto na Câmara, vamos buscar os recursos necessários para o financiamento dos insumos, ao longo dos quatro anos de mandato, realizar esse importante trabalho”, destacou.

O diretor executivo do Cindepar, Arquimedes Ziroldo, disse que Londrina, pelo porte de município que possui no Estado, merece receber um tratamento diferenciado dentro do consórcio. Para isso, logo após a aprovação do projeto de lei, parte dos equipamentos do consórcio já estará disponível para atender a cidade. “O serviço de micropavimento que realizamos possibilita chegar em até 70% de redução de custos ante o sistema convencional através de empresa particular. Isso é possível porque o consórcio tem um formato de gestão que não tem despesa com nota fiscal, não visa lucro e faz compra de insumos em grande escala para oferecer um serviço muito mais barato, sem contar a agilidade administrativa que otimiza todo o processo licitatório do município consorciado. Com certeza Londrina tem muito a ganhar com essa parceria”, enfatizou.

Para o deputado federal Alex Canziani, um dos idealizadores do Cindepar, o consórcio tem feito um trabalho com resultados muito satisfatórios e já atendeu mais de 50 municípios no estado do Paraná. “O consórcio é um sucesso por onde passa. Além das máquinas que já estão sendo utilizadas, novas estão chegando para fortalecer ainda mais essa estrutura que viabiliza a resolução dos problemas de asfalto, e Londrina será muito beneficiada com os serviços, a custos reduzidos, para atender as necessidades do Município”, disse Canziani. 
De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Londrina, Mario Takahashi, resolver problemas importantes como a questão do asfalto com soluções criativas, através de parcerias e trabalho cooperativo, tem sido uma boa alternativa para os municípios. “A Câmara irá analisar este projeto, que mostra ser muito bem elaborado e poderá trazer excelentes resultados para Londrina”, disse.

Sobre o Cindepar – Criado em 2013, como Cindast, o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná visa atender as demandas de pavimentação asfáltica nos municípios da região norte-central paranaense.

Atualmente, o consórcio é composto por 122 municípios paranaenses. Hoje tem 16 máquinas e equipamentos orçados em R$ 4.541.249,67, incluindo três usinas de micropavimento, dois caminhões, duas máquinas (destocadora e extrusora), dois rolos compactadores e dois tanques pipas.

Apenas no ano de 2016, o Consórcio fez cerca de 1 milhão de metros quadrados de asfaltamento. Em 2014, poucos meses após a criação da entidade, foram feitos recapes asfálticos em sete municípios. No ano passado este número chegou a 18, e somente até o começo do mês de março deste ano o consórcio já atendeu 16 cidades.

Hoje o Cindepar vive uma nova fase, abrangendo, por exemplo, ações como intercâmbio de informações e cooperação técnica, científica, acadêmica e cultural, incluindo a realização de cursos de capacitação e aperfeiçoamento de servidores e dirigentes municipais.

N.com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário