TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Saúde • 04 de abril de 2017 • 09h36

Campanha de vacinação contra a dengue é prorrogada

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) decidiu prorrogar, até o dia 7 de abril, a campanha de vacinação contra a dengue em todo o Paraná, devido ao baixo índice de imunização. Em Londrina, o público-alvo da campanha, que são jovens com idade entre 15 e 27 anos de idade, pode procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para fazer a vacinação ou o ponto de apoio localizado no calçadão de Londrina, das 8 às 17 horas.

Para receber a vacina é necessário apresentar documento oficial com foto, comprovante de endereço e, se possível, a carteira de vacinação. Até agora foram aplicadas em Londrina 40.300 doses da vacina tetravalente, o que representa aproximadamente 30% da meta da vacinação, de 135 mil pessoas. Das 40.300 vacinas aplicadas, 20 mil foram em jovens que já haviam recebido a primeira dose, na primeira fase da campanha encerrada em setembro de 2016.

Segundo a coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Sônia Fernandes, o objetivo maior agora é vacinar o restante dos jovens que receberam a primeira dose da vacina, já que na primeira etapa foram vacinadas 35 mil pessoas. “É muito importante que as pessoas que receberam a primeira dose procurem as unidades para receber a segunda, já que a vacina só tem eficácia se foram aplicadas três doses”, ressaltou.

Sônia contou que, além dos pontos de vacinação nas UBSs e calçadão, outras ações deverão ser adotadas pelo Município em conjunto com a 17ª Regional de Saúde, para obter maior adesão do público. A definição das ações deve ocorrer em breve. Ao longo da campanha foram adotadas diversas estratégias para vacinar o maior número de pessoas, como vacinação em empresas, escolas, universidades e outros centros de ensino. A terceira fase da vacinação deverá ocorrer setembro deste ano.

Também foram montados pontos de vacinação em locais de grande circulação de pessoas, como o Terminal Urbano Central, realizadas visitas às casas de pessoas, para buscar jovens com esta faixa etária, e foram abertas as UBSs aos sábados. “Esta faixa etária é composta por pessoas que não costumam procurar as unidades de saúde e muitas delas se recusam a se vacinar”, informou Sônia.

Sobre a vacina - As doses da vacina contra a dengue são fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A vacina foi produzida por uma empresa francesa e aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após 20 anos de pesquisas. A tetravalente contra a dengue protege contra quatro subtipos virais da doença.

A imunização é completa após a aplicação de três doses, com intervalo de seis meses entre elas, e não podem ser aplicadas em conjunto com vacinas para outras doenças. Ela não pode ser aplicada em gestantes; mulheres que amamentam; pessoas com baixa imunidade congênita ou adquirida; e pessoas em tratamento com corticóides em dosagens elevadas e prolongadas.
 

N.Com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário