TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 06 de abril de 2017 • 08h53

Agricultura realiza a 24ª edição da Feira do Peixe Vivo

De 12 a 14 de abril, sete piscicultores da cidade estarão comercializando várias espécies na praça Tomi Nakagawa; também serão vendidos quitutes à base de peixe

Com a finalidade de estimular a piscicultura na região, durante a Semana Santa a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAA) realiza a 24ª edição da Feira do Peixe Vivo. De 12 a 14 de abril, sete piscicultores parceiros da Secretaria vão comercializar na praça Tomi Nakagawa seis espécies diferentes de peixes, além de salgados e lanches preparados com peixe. A Feira do Peixe Vivo fica aberta na quarta (12) e quinta-feira (13), das 8 às 19 horas, e também no feriado da Paixão de Cristo (14), das 8 às 13 horas.

As espécies que serão comercializadas este ano são: bagre e carpa (R$ 12,00/kg); tilápia pequena (R$ 13,00/kg); tilápia grande (R$ 15,00/kg); matrinxã (R$ 16,00/kg); pacu (R$ 17,00/kg); e pintado (R$ 24,00/kg). A previsão de comercialização para este ano é de 20 toneladas de peixe. Em 2016, foram vendidas 18 toneladas.

Segundo a diretora de Abastecimento da SMAA, Maria Inez Passini, os preços praticados pelos piscicultores tiveram pequeno reajuste em comparação com os valores de 2016. “São valores que compensam para o consumidor, pois além de serem mais baratos do que os praticados pelas redes de supermercados e peixarias, os produtos oferecidos na Feira tem garantia de qualidade e procedência”, ressaltou.

Apesar do consumo de peixe ainda não ser um hábito rotineiro no Brasil, Maria Inez ressaltou que há um grande potencial para o crescimento da piscicultura na região. “É uma carne muito saudável, com várias faixas de preço e valores acessíveis. Nossa expectativa é contribuir para que o consumo de peixe seja realizado não só nos períodos da Quaresma, mas no ano todo”, citou.

Todos os produtores que participam da Feira do Peixe Vivo são de Londrina. E além dos peixes, haverá barracas com venda de pastéis, lanches e salgados à base de peixe. “No ano passado, a Feira passou a ter também comércio de lanches para consumo no local, e foi um grande sucesso. Por isso, repetimos neste ano. É uma oportunidade para as famílias fazerem o passeio tranquilamente, conhecendo as várias espécies de peixe e aproveitando o espaço da praça Tomi Nakagawa”, destacou Maria Inez.

Projeto - A Feira do Peixe Vivo faz parte do projeto “Feira de Produtos de Época”, que integra a política de Segurança Alimentar do Município, realizada pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. O projeto visa disponibilizar, aos produtores, espaços públicos para a venda de produtos no auge da produção.

O produtor de Londrina que quiser participar do projeto deve comparecer na Secretaria para fazer a sua inscrição. “Um técnico fará vistorias no local, avaliando não só os critérios de produção, mas também se o produtor respeita as normas da Vigilância Sanitária. Quando a inscrição é aceita, esse produtor passa a receber apoio da Secretaria, e deverá participar das reuniões periódicas do grupo”, explicou Maria Inez.

N.com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário