TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 08 de abril de 2017 • 21h47

Rodada de negócios da Saúde promove 238 encontros e negociações entre empresas

Fornecedores tiveram a oportunidade de ter contato com hospitais, clínicas, laboratórios e outras empresas da saúde, apresentando seus produtos e soluções; inovação também foi destaque

O Sebrae-PR realizou em Londrina na última semana, uma rodada de negócios voltada para o setor da saúde. A rodada contou com o apoio do grupo SALUS – Saúde Londrina União Setorial e promoveu 238 encontros e até mesmo negociações entre compradores e fornecedores do setor da saúde.

Participaram da rodada grandes compradores de produtos e serviços da saúde de Londrina e Região: Iscal – Irmandade Santa Casa de Londrina, Hospital Infantil Sagrada Família, Mater Dei Hospital, Centro de Educação Profissional Mater Ter Admirabilis e Instituto de Ensino, Pesquisa e Inovação (IEPI-Iscal), Santa Casa de Misericórdia de Cambé, Hospital do Coração, Hoftalon, Hospital do Otorrino, Central de Diagnósticos, Laboratório Oswaldo Cruz, Hospital do Rim, Hospital Gastroclínica, Otocentro Hospital e Clínica, Hospital São Rafael, Labimagem, São Francisco Instituto Vida, Unimed Londrina e Aebel – Associação Evangélica Beneficente de Londrina, com Hospital Evangélico, Convênio Hospitalar, Laboratório Proced e demais empresas da Associação.

Na outra ponta, como fornecedores, dezenas de empresas e indústrias de Londrina e Região puderam apresentar e negociar diversos produtos já existentes, como equipamentos, softwares e aplicativos, móveis, materiais descartáveis, produtos para limpeza, uniformes, entre outros; e conhecer as demandas de novos produtos inovadores, conforme as necessidades apresentadas pelos compradores.

A consultora do Sebrae e gestora do projeto da Saúde, Simone Milan, explica que a rodada é importante para fortalecer os negócios locais e a economia da região. “Nossa intenção é fortalecer a economia de Londrina, fazendo o dinheiro circular na região. O setor de saúde movimenta R$ 100 milhões por mês na cidade, segundo o Sinheslor [Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviço de Saúde de Londrina e Região] e a rodada é uma oportunidade para a geração de bons negócios”, considera.

Para o presidente do SALUS, João Santilli, a rodada abriu portas. “Um evento como este aumenta o intercâmbio de informações e as possibilidades de negociação, e isso tudo só tem a agregar valor a toda a estrutura da cadeia de saúde em Londrina e Região, amplificando a escala dos negócios”, conclui.

Compradores e fornecedores satisfeitos

Representante da Unimed no evento, o administrador de rede e infraestrutura, José Carlos Silva, acredita que a rodada foi muito positiva. “Foi um momento bem interessante. Pudemos conversar com vários fornecedores. Para nós como operadora foi uma experiência diferente e também temos a parte da saúde, do pronto atendimento, que alguns dos contatos devem ser aproveitados com certeza”, acredita.

Para a gerente de compras do Hospital do Coração, Gisele Cristiane Camilo, a rodada também foi muito produtiva. “Saímos com dois contatos que vamos fazer a cotação e continuar a negociação. E futuramente, pensamos ainda em retomar o contato com os fornecedores de móveis (APL), pois o hospital está passando por uma ampliação e essa poderá ser uma negociação futura. Além disso, coisas que não havíamos pensado, como softwares e aplicativos, poderemos retomar o contato também pois são soluções muito interessantes”, explica.

Marcelo Botelho Ricieri, da Indrel, especializada em produtos de refrigeração para a área médico-hospitalar, destaca que a iniciativa foi importante para aproximar as empresas. A empresa participou como um dos fornecedores. “Londrina tem hospitais importantes, laboratórios importantes, a cidade é referência nessa área e tem muitas empresas que podem atender ao setor aqui. Muitos hospitais já têm os produtos certos de refrigeração e vêm buscando cada vez mais se adequar com novos produtos. E nós saímos da rodada com contatos e ações de médio prazo para realizarmos”.

O Arranjo Produtivo Local (APL) de Móveis de Arapongas e região também esteve na rodada,  apresentando suas empresas e produtos ao setor da saúde. De acordo com Julio Cesar dos Santos, consultor do Sebrae PR que representou o APL na rodada, “a saúde é um grande consumidor, desde os móveis planejados, até poltronas e cadeiras para o ambiente e recepção. Temos empresas especialistas, que usam tecnologia de ponta e que estão ampliando a participação no mercado, com condições de atender e mobiliar hospitais e empresas do setor da saúde rapidamente. Então foi uma ótima oportunidade”, aponta.

Asimp/SALUS



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário