TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Cidades • 10 de abril de 2017 • 09h00

Acesf debate projeto para a reutilização de resíduos

A proposta é desenvolver um projeto sustentável e integrado para reaproveitar materiais e beneficiar a população de baixa renda

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) realizou na última sexta feira, na Prefeitura de Londrina, uma reunião com diversas secretarias e instituições para debater e articular um projeto que tem como objetivo promover, por meio de um trabalho integrado, o reaproveitamento de resíduos e materiais diversos gerados nos cemitérios.

O superintendente da Acesf, Douglas Pereira (Tio Douglas) abriu o encontro fazendo uma apresentação para descrever o projeto em linhas gerais, mostrando seus principais objetivos, o público-alvo, as possibilidades de atuação e expectativas dos parceiros em potencial. “A ideia principal é unir várias frentes importantes da nossa cidade para desenvolver um projeto sustentável que irá beneficiar a população de baixa renda, estudantes, famílias da zona urbana e rural, entre outros envolvidos com o projeto.”, destacou.

Tio Douglas disse que o projeto tem como foco trabalhar com o reaproveitamento de materiais diversos como flores e folhas secas, madeiras e espuma floral proveniente das coroas, vasos plásticos e substrato dos vasos de flores e parafina (borra) das velas derretidas. “Precisamos fazer uma destinação mais adequada dos materiais que reservamos e reduzir a quantidade de lixo que é gerado, utilizando os resíduos de forma sustentável e transformando-os em coisas positivas para a sociedade. Para amadurecer essa ideia, precisamos envolver o maior número de pessoas e fortalecer a conscientização dos cidadãos”, afirmou.

O assessor para Projetos Estratégicos da Prefeitura de Londrina, Luiz Figueira de Mello, parabenizou Tio Douglas pela iniciativa e ressaltou que o espírito de integração do Município, com suas secretarias, órgãos e entidades parceiras, é essencial para o desenvolvimento de uma construção coletiva e benéfica à comunidade. “Através de um projeto com soluções inteligentes, será possível viabilizar ações que irão beneficiar famílias de baixa renda, promovendo geração de renda e também a conscientização sobre o cuidado com os espaços públicos”, comentou.

Outros encontros serão realizados, em breve, para debater o projeto com autoridades municipais e representantes de entidades e instituições locais. A reunião ocorreu no Auditório da Prefeitura de Londrina e contou com a presença de diversas secretarias municipais e representantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Sebrae, Tiro de Guerra de Londrina, Patronato Penitenciário, Vigilância Sanitária e Prefeitura de Rolândia.

Sobre o projeto – De acordo com a proposta, idealizada pela Acesf e apresentada durante a reunião, a intenção é proporcionar uma alternativa às famílias de baixa renda, envolvendo escolas públicas, instituições de ensino e a sociedade organizada através de entidades e cooperativas. As ações também visam articulações no sentido de estudar opções para uma melhor utilização das capelas mortuárias dos distritos.

A ideia é contribuir com a promoção da autoestima e estímulo ao exercício da cidadania de homens e mulheres carentes do Município, promovendo, entre outras coisas, capacitações profissionais, por meio do artesanato e da utilização das borras de velas, e oficinas para produção de vasos, cultivo de mudas frutíferas, hortaliças e flores.

Para isso, o projeto prevê, junto aos parceiros, a disponibilização ou doação de mudas, sementes, adubo, compostos orgânicos, substratos, palestras na área de produção, assessoria técnica, doação de maquinários e ferramentas obsoletos. Também busca viabilizar mão de obra para triagem dos vários tipos de materiais existentes nos cemitérios, trabalho que já ocorre com ações pontuais junto ao Patronato Penitenciário e Tiro de Guerra, por exemplo. Além disso, inclui a realização de oficinas de estudo, profissionalização e feiras de empreendedorismo.

N.com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário