TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Saúde • 10 de abril de 2017 • 09h13

Paraná lança medidas de combate à obesidade

O Governo do Estado anunciou na última sexta-feira (7) uma série de medidas para melhorar a qualidade de vida e o bem-estar da população paranaense. Em solenidade na capital, foi lançada a Política Estadual de Promoção da Saúde, cujo um dos objetivos é a redução da obesidade em todas as faixas etárias. 

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, a ação é histórica e marca o Dia Mundial da Saúde, comemorado nesta sexta-feira (7). "O que estamos fazendo aqui vai modificar a forma com que tratamos a Saúde. Investindo mais em prevenção e promoção conseguiremos reduzir os índices de adoecimento da população e também melhorar as condições de vida daquelas pessoas que sofrem com problemas crônicos, como diabetes e hipertensão", declarou. 

Atualmente, a cada cinco paranaenses, pelo menos três têm excesso de peso (sobrepeso ou obesidade). Em Curitiba, o índice é menor, mas chega a 55% - mais da metade da população. "Diante deste cenário, temos um futuro preocupante. É preciso fazer algo de imediato e por isso vamos trabalhar pela base, iniciando a conscientização e divulgação de hábitos saudáveis no público jovem, com as crianças", disse o secretário. 

PROGRAMA - Caputo Neto se refere ao programa Paraná Saudável, que a partir de agora entra em sua segunda etapa. Lançado em novembro de 2011, a estratégia envolve as áreas de Saúde, Educação e Esporte em um projeto voltado à comunidade escolar. A intenção é fortalecer as ações de educação alimentar e incentivo à prática esportiva/física em crianças e jovens em idade escolar. 

Na primeira fase do programa foi feita uma pesquisa antropométrica para avaliar as condições de saúde dos escolares, bem como identificar seus hábitos diários que influenciam na qualidade de vida das crianças e jovens. Agora, nesta segunda etapa, a ideia é avançar na divulgação de um conjunto de medidas para serem incorporadas à rotina diária das pessoas, com o objetivo de possibilitar uma vida mais saudável e ativa. 

"No segundo semestre faremos uma grande campanha de mídia para difundir informações úteis sobre alimentação, atividade física, entre outros temas relevantes. Além disso, faremos um trabalho forte nas escolas, com a aplicação de um material pedagógico dentro de sala de aula para abordar este assunto", explicou o superintendente de atenção à saúde, Juliano Gevaerd. 

Segundo o secretário de Saúde de Curitiba, João Carlos Baracho, a iniciativa do Governo do Estado conta com o total apoio da prefeitura da capital e precisa ser implantada no restante do Paraná. "Para se ter ideia, hoje investimos 98% do nosso orçamento em assistência aos pacientes. Precisamos inverter esta lógica e trabalhar mais com prevenção e promoção", afirmou. 

RECURSOS - Ao todo, o governo estadual destinará R$ 7,5 milhões ao Paraná Saudável. O recurso será utilizado na produção de materiais educativos, capacitação de professores, promoção de atividades nas escolas, criação, produção e divulgação da campanha de mídia. As peças estarão presentes também na TV, no rádio, nos jornais e na internet. 

Durante o evento, o secretário Caputo Neto também assinou uma resolução inédita no Estado que incentiva a alimentação saudável dentro dos ambientes de trabalho. O texto orienta que as refeições oferecidas pela Secretaria da Saúde nos intervalos de eventos, como lanche, almoço e coffee break, devem contemplar alimentos in natura (não processados) ou minimamente processados. Também sugere a inclusão de todos os grupos alimentares, como cereais, verduras e legumes, leite e derivados, ovos, pescados e carnes. Torna ainda obrigatório oferecer, no mínimo, uma opção de fruta da estação e de produção local. 

"A expectativa é que nossa iniciativa sirva de modelo para atitudes semelhantes em outras repartições públicas, seja de âmbito municipal, estadual ou federal. Nós, como gestores de saúde, temos que dar o exemplo", enfatizou Gevaerd. 

PRESENÇAS - Também participaram da solenidade o deputado federal, Luciano Ducci; a vice-presidente do Conselho Regional de Nutricionistas, Deise Regina Baptista; o vereador de Curitiba, Toninho da Farmácia: a conselheira estadual de Saúde, Malu Gomes; os representantes das Secretarias estaduais da Educação, Marcos Krukuoski, do Esporte, José Tobias e da Família e Desenvolvimento Social, Letícia Reis e Mari Pessim; o presidente do Conselho de Saúde da Associação Comercial do Paraná, Rodrigo Camargo, e o representante do Clube Atlético Paranaense, Ricardo Silva.

AEN



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário