TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Educação • 19 de abril de 2017 • 08h57

Central Única de Vagas na Educação Infantil reduz fila de espera

No início do ano letivo, cerca de quatro mil crianças aguardavam vagas na rede municipal; hoje são apenas 708 crianças

A Secretaria Municipal de Educação divulgou hoje (18) relatório sobre a Central Única de Vagas na Educação Infantil. Implantada em 22 de fevereiro deste ano, a Central Única de Vagas faz o cadastro de famílias, com crianças na faixa etária de zero a quatro anos, e realiza a triagem e gestão de vagas para ingresso na rede pública municipal. Por meio do trabalho desenvolvido através da Central Única de Vagas, a fila de espera possui apenas 708 crianças atualmente.

Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, no início do ano letivo eram, aproximadamente, 4 mil crianças aguardando vagas na rede municipal. “Foi uma redução drástica e positiva, obtida mediante a realização de um trabalho muito sério por parte da nossa equipe. Isso também foi viabilizado pela possibilidade de ensino no período parcial ou integral”, destacou.

Maria Tereza explicou que a rede municipal de Educação Infantil conta com 15.316 alunos matriculados atualmente, com idade de zero a cinco anos. Destes, 221 estavam fora da rede pública de ensino e hoje estão matriculadas nos Centros de Educação Infantil, públicos ou filantrópicos. “Hoje, temos 2.088 alunos a mais na Educação Infantil, em comparação com dezembro do ano anterior. Somados ao número de alunos na fila de espera, são quase seis mil crianças a mais na rede municipal de ensino”, ressaltou.

Sobre o serviço - A Central Única de Vagas na Educação Infantil funciona das 7 horas às 18 horas, no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Valéria Veronesi, localizado na Rua Benjamin Constant, 800, no centro. Os pais ou responsáveis devem comparecer ao local com a documentação necessária em mãos.

Além do cadastro, é realizado o agendamento de entrevista para avaliação da condição socioeconômica da família, com assistente social da Secretaria Municipal de Assistência Social. Conforme os critérios determinados pelo poder judiciário, a criança pode ser encaminhada para vaga no período parcial ou integral.

Documentos para cadastro:

1 - Cópia da certidão de nascimento da criança;
2 - Cópia da carteira de vacinação da criança, atualizada;
3 - Comprovante de renda de todos os membros da família que trabalham. Pode ser:
    Cópia da CTPS (página da identificação, do contrato de trabalho e da última alteração salarial ou dos dois últimos holerites), ou
    Declaração de próprio punho, no caso de trabalhador autônomo, que conste dados de renda, dias e horários de trabalho, ou
    Declaração do empregador, no caso do trabalhador sem registro na CTPS, constando dados de renda, dias e horários de trabalho (com firma reconhecida).
4 – Cópia do comprovante de endereço, em nome dos responsáveis;
5 – Número de inscrição em programas sociais (se tiver);
6 – Cópia do RG e CPF dos responsáveis;
7 – Caso a residência seja em casa alugada ou financiada, apresentar cópia do comprovante de pagamento.
Apresentar também o documento original para conferência.

N.com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário