TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 20 de abril de 2017 • 13h53

Prefeitura continua a recomposição da cratera do Jardim Santa Rita

Secretaria Municipal de Obras está finalizando a primeira etapa do serviço de aterramento do buraco; desvio das tubulações já foi feito pela Sanepar

A Prefeitura de Londrina realizou, terça-feira (18), mais uma reunião para discutir avanços e organizar os próximos trabalhos que serão desenvolvidos para promover a recuperação da região da cratera localizada no Jardim Santa Rita, na região oeste de Londrina. Foi o quarto encontro feito este ano para debater a situação da área de erosão existente naquele ponto do bairro, que fica próximo a pontos de nascentes do Ribeirão Quati.

O coordenador adjunto da Defesa Civil, Demerval Anderson, informou que a primeira etapa do serviço de aterramento da cratera, iniciado em março, já está em fase de conclusão pela Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação, que segue trabalhando diariamente com uma equipe no local. “A primeira parte do aterramento do buraco já está parcialmente pronto, com mais de dois metros de altura de terra que foi colocada na área que fica mais próxima das tubulações. Nos próximos dias essa primeira parte deve ser concluída. Somado ao desvio das tubulações, que já foi feito junto com a Sanepar, isso já ajuda a manter o solo mais firme, o que traz mais segurança para os moradores do entorno”, disse.

Para dar sequência ao aterramento da cratera, a equipe da Obras aguarda uma análise e autorização da Secretaria Municipal do Ambiente (Sema), que deve ser liberada em até 20 dias. Além do trabalho de aterramento parcial, também já foi finalizada, pela Sanepar, a etapa de interligação e desvio das tubulações referentes às galerias pluvial e de esgoto.

Dessa forma, a água que antes caía na erosão agora está indo de forma mais segura para outro ponto da região. “Mesmo com as últimas chuvas, o solo está estável e o risco de desmoronamento está mais controlado. O recondicionamento da cratera na região continuará sendo feito pela Secretaria de Obras nos próximos quatro ou cinco meses, até que o local esteja adequado para que o Município possa abrir licitação e contratar uma empresa para finalizar os serviços no local”, completou Demerval.

Participaram da reunião os secretários municipais Fernando Tunouti (Obras e Pavimentação), Evaristo Kuceki (Defesa Social) e Roberta Queiroz (Sema), além de técnicos e representantes das respectivas pastas.

N.com



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário