TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 31 de julho de 2017 • 08h32

Produtores se organizam para realizar projetos

Em solenidade realizada no último dia 21, no gabinete da Prefeitura de Londrina, o prefeito Marcelo Belinati e o secretário de Estado da Cultura do Paraná, João Luiz Fiani, receberam o documento de constituição do Arranjo Produtivo Local (APL) de Audiovisual de Londrina e Região.

O APL teve sua constituição viabilizada pela Secretaria Municipal de Cultura, que auxiliou na construção do projeto. A pasta contou com o apoio do deputado federal Alex Canziani, que articulou o engajamento das partes no processo de formação da APL. A finalidade do grupo é possibilitar o estímulo à diversificação da produção audiovisual e o fortalecimento da produção independente e das produções regionais, visando o incremento de sua oferta e a melhoria permanente do padrão de qualidade. Mais de 15 órgãos e instituições locais participaram de sua elaboração, além de grande parte das produtoras de audiovisual existentes hoje em Londrina e região. Segundo o Sebrae, atualmente são quase 80 produtoras atuando em nossa região nesta área.

O prefeito Marcelo disse que Londrina é uma cidade que conta com uma diversidade cultural muito rica e destacou que a área de audiovisual possui um vasto potencial de crescimento, contando com profissionais talentosos e capacitados que desenvolvem trabalhos de excelência na região.

Já o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, enfatizou que a constituição do APL é um marco da organização de um setor que já possui sua história na cidade. Além disso, mostra que as produtoras do segmento estão pensando de forma ampliada e em conjunto, focando nas principais necessidades e buscando ordenadamente, com mais força política, alternativas para que Londrina e região sejam beneficiadas com recursos municipais, estaduais e federais.

A produtora cultural Natasha Manttovani, uma das idealizadoras do APL Audiovisual de Londrina e Região, foi a responsável por entregar a cópia da ata de constituição do grupo. Para o presidente do Núcleo do Audiovisual de Londrina (NAV), Luciano Pascoal, a indústria do audiovisual tem um forte poder de alcance e se comunica com empresas, governos e entidades das mais diferentes áreas, alimentando uma vasta cadeia produtiva.

Segundo o deputado Alex Canziani, o setor audiovisual no Brasil tem participação de 0,57% no PIB brasileiro. “Isso representa aproximadamente R$ 20 bilhões que, anualmente, são gerados pela produção de conteúdos vinculados à cultura, gerando 110 mil empregos diretos”, colocou.

Fazem parte da elaboração do APL Audiovisual de Londrina e Região o Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), SERCOMTEL, Câmara de Vereadores, Prefeitura Municipal de Cornélio Procópio, FIEP, SEBRAE, APL TI, APP Londrina, AVEC, CINTEC, Convention Bureau, deputado federal Alex Canziani, Eduletrando Studio, Faculdade Pitágoras, gestora cultural Leila Manttovanni, Kinopus, PEIEX, Secretaria de Turismo de Cornélio Procópio, SIAPAR, Stanux Consultoria, Union Filmes, Vertigo Filmes e representantes do Núcleo do Audiovisual de Londrina (NAV).

Participantes

 

Também participaram da cerimônia de entrega do documento, na prefeitura, o vereador Péricles Deliberador, o prefeito de Cornélio Procópio, Amin Hannouche, representantes da Secretaria Municipal de Cultura e outras pastas, produtores culturais e membros das entidades que integram o APL Audiovisual de Londrina e Região, servidores públicos, entre outros.
COM N.COM/Vivian Honorato



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário