TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 11 de agosto de 2017 • 07h54

Ministério da Ciência e Tecnologia terá escritório no Paraná

Um termo de cooperação, formalizada no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em Brasília, vai possibilitar que o Paraná tenha um Escritório de Cooperação e Promoção da Inovação do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), uma unidade de pesquisa do Ministério que visa agregar valor aos produtos e aumentar a competitividade do setor de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). O Centro, que existe há 35 anos e tem sede em Campinas (SP), atua em áreas de fronteira do conhecimento relacionadas a hardware e software. Sua conquista para o Estado teve a articulação direta do presidente da Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional, deputado Alex Canziani (PTB).

O escritório ficará em Londrina, que será o segundo escritório do gênero do país (o primeiro fica em Fortaleza - CE) e vai atender a Região Sul, particularmente negócios que envolvem o setor no Paraná e no Norte do Estado. A unidade vai possibilitar um melhor engajamento dos negócios no setor e a execução de um plano de incentivo a projetos de interesse local e regional, incluindo ações de incentivos fiscais, apoios a programas de telecom e outros serviços.

Segundo o diretor do Centro, Victor Mammana, a autorização para a implantação da unidade londrinense reflete os interesses do órgão, que procura expandir e descentralizar suas atividades: “No Paraná já temos projetos em andamento, como um, em parceria com a Itaipu Binacional, que trata de computação de alta performance para desenvolver uma nova arquitetura de computador de alto desempenho”. Ele comemora e acredita que o escritório deverá começar a funcionar até o final deste ano. Mammana prevê a lotação de técnicos e até de bolsistas na unidade londrinense.

Para o deputado Alex Canziani, que atua pela implantação desde o começo, o escritório reforça a perspectiva econômica e o viés tecnológico da cidade e região. “Não tenho dúvidas que o escritório de negócios vai inspirar e trazer mais desenvolvimento para Londrina”. Canziani participou da cerimônia de assinatura do decreto que autoriza a instalação do escritório, junto com o ministro Gilberto Kassab e o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati. Também estiveram no ato demais autoridades e representantes do setor tecnológico de Londrina e do Paraná.

Mais empresas

Conforme o diretor do Sindicato da Indústria de Tecnologia da Informação do Paraná (Sinfor), Gilmar Machado, o escritório “vai alavancar a vinda de mais empresas”. O Sinfor tem cerca de 70 empresas associadas. Já o consultor do Sebrae/PR, Fabrício Bianchi, por sua vez, considera que esta iniciativa “trará uma nova realidade para a cidade e região. É uma estrutura que vai consolidar toda essa parte de inovação das empresas”.



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário