TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Londrina • 12 de agosto de 2017 • 08h04

Profissionais de saúde debatem ações contra o tabagismo

Médicos, enfermeiros, dentistas e profissionais de nível superior do NASF vão atualizar seus conhecimentos sobre tratamento aos fumantes


A partir da próxima terça-feira (15), das 7h30 às 13h, 80 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde vão participar da capacitação “Abordagem Intensiva para o Tratamento do Fumante”. As aulas serão ministradas no Centro de Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Londrina (CCB-UEL), nos dias 15,17 e 23 de agosto.

Vão participar médicos, enfermeiros, dentistas e profissionais de nível superior dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF). Eles terão acesso às informações de base para a atuação e desenvolvimento de grupos de tabagismo nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Por isso, conteúdos como o Programa Nacional de Controle do Tabagismo, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, por meio do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA); estudos de caso; pesquisas sobre os fatores dificultadores da promoção da cessação do tabagismo e legislações e portarias da área serão trabalhados.

As aulas serão ministradas por profissionais do Hospital do Coração (HC) em conjunto com servidores da Diretoria de Atenção Primária em Saúde (DASP) e da Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde. O objetivo é atualizar os conhecimentos daqueles que ofertam os grupos de apoio nas unidades, por meio da abordagem cognitiva comportamental. O foco dos trabalhos está na mudança de hábitos dos fumantes. Por isso, a abordagem utilizada pela rede municipal está baseada na troca de experiências dos participantes.

Em Londrina, trimestralmente, são desenvolvidos cerca de 15 grupos que trabalham o tabagismo com a população. Os cidadãos que almejam deixar de fumar podem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e caso não haja grupo de apoio nesta unidade, será encaminhado para os grupos agendados do Hospital do Coração.
Ana Paula Hedler/NC/PML



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário