TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Religião • 21 de agosto de 2017 • 08h35

Bíblia Sagrada - Liturgia do dia 21/08/2017

Primeira Leitura (Jz 2,11-19)

Leitura do Livro dos Juízes.

Naqueles dias 11os filhos de Israel fizeram o que desagrada ao Senhor, servindo a deuses cananeus. 12Abandonaram o Senhor, o Deus de seus pais, que os havia tirado do Egito, e seguiram outros deuses dos povos que em torno deles habitavam, e os adoraram, provocando assim a ira do Senhor.

13Afastaram-se do Senhor, para servir a Baal e a Astarte. 14Por isso acendeu-se contra Israel a ira do Senhor, que os entregou nas mãos dos salteadores que os saqueavam, e os vendeu aos inimigos que habitavam nas redondezas. E eles não puderam resistir aos seus adversários. 15Em tudo o que desejassem empreender, a mão do Senhor estava contra eles para sua desgraça, como lhes havia dito e jurado. A sua aflição era extrema.

16Então o Senhor mandou-lhes juízes, que os livrassem das mãos dos saqueadores. 17Eles, porém, nem aos seus juízes quiseram ouvir, e continuavam a prostituir-se com outros deuses, adorando-os. Depressa se afastaram do caminho seguido por seus pais, que haviam obedecido aos mandamentos do Senhor; não procederam como eles.

18Sempre que o Senhor lhes mandava juízes, o Senhor estava com o juiz, e os livrava das mãos dos inimigos enquanto o juiz vivia, porque o Senhor se deixava comover pelos gemidos dos aflitos. 19Mas, quando o juiz morria, voltavam a cair e portavam-se pior que seus pais, seguindo outros deuses, servindo-os e adorando-os. Não desistiram de suas obras perversas nem da sua conduta obstinada.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

 

Responsório (Sl 105,34-44)

— Lembrai-vos de nós ó Senhor, segundo o amor para com vosso povo!

— Lembrai-vos de nós ó Senhor, segundo o amor para com vosso povo!

— Não quiseram suprimir aqueles povos, que o Senhor tinha mandado exterminar; misturaram-se, então, com os pagãos, e aprenderam seus costumes depravados.

— Aos ídolos pagãos prestaram culto, que se tornaram armadilha para eles; pois imolaram até mesmo os próprios filhos, sacrificaram suas filhas aos demônios.

— Contaminaram-se com suas próprias obras, prostituíram-se em crimes incontáveis. Acendeu-se a ira de Deus contra o seu povo e o Senhor abominou a sua herança.

— Quantas vezes o Senhor os libertou! Eles, porém, por malvadez o provocavam, mas o Senhor tinha piedade do seu povo, quando ouvia o seu grito na aflição.

 

Evangelho (Mt 19,16-22)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 16alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” 17Jesus respondeu: “Por que me perguntas sobre o que é bom? Um só é o Bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. 18O homem perguntou: “Quais mandamentos?” Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho, 19honra teu pai e tua mãe, e ama o teu próximo como a ti mesmo”.

20O jovem disse a Jesus: “Tenho observado todas essas coisas. Que ainda me falta?” 21Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Quando ouviu isso, o jovem foi embora cheio de tristeza, porque era muito rico.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

 

Busquemos o Reino de Deus em primeiro lugar

Viver o Reino de Deus é morrer a cada dia, é ser livre para cuidar, amar e servir

“Se queres entrar na vida, observa os mandamentos” (Mateus 19,17).

Nesse Evangelho de hoje, temos a graça de escutar e meditar sobre um jovem que se aproximou de Jesus e perguntou: “Bom Mestre, o que devo fazer para possuir a vida eterna?”.

É uma pergunta interessante, porque, quando escutamos esse Evangelho em outras situações, achamos que esse jovem, por ter ido embora triste, foi excluído do Reino dos Céus, porque ele era muito rico.

Veja bem, duas coisas importantes na riqueza da meditação desse Evangelho de Deus: Ele nos mostra que há graus de vida interior, graus na nossa relação com Deus. Primeiro, nós precisamos entrar no Reino de Deus, e para entrar nele precisamos ser bons. Mas não somos bons, e para nos tornarmos bons, Jesus nos dá a graça. “Se queres entrar na vida”, ou seja, na vida que nos qualifica para sermos bons, temos que observar os mandamentos.

Hoje, é mais do que necessário educar, ensinar, mostrar e formar, para viver os mandamentos da Lei de Deus, os quais estão sendo desprezados por pessoas que têm o coração até bom, mas não têm a bondade do Reino, porque a malícia do mundo lhes tirou da graça dos mandamentos da Lei Divina.

A graça para sermos bons e entrarmos na dinâmica do Reino de Deus é observar os mandamentos. Este é o primeiro grau, o mínimo e necessário. Se não estamos observando os mandamentos, não podemos querer subir degraus maiores. Ainda estamos no grau inicial, e é óbvio que, se já entramos no Reino de Deus, porque observamos os Seus mandamentos, podemos galgar graus maiores na vida. O ideal é que busquemos a perfeição.

No Evangelho de hoje, Jesus nos mostra o desprendimento no grau máximo e total, assim como Ele viveu, não foi apegado a nada, aos bens. E mais do que isso, não basta dizer: “Eu sou uma pessoa despojada”. É preciso cuidar dos pobres, dos sofridos e necessitados. O que temos não é para nós, é para cuidarmos dos outros.

Aqui, todos nós somos chamados a viver, porque o Céu é dos perfeitos. “É só entra no Céu quem busca a perfeição de vida.

Você pode dizer: “Eu não consigo me despojar da vida, não consigo me despojar dos bens deste mundo. Eu tenho muitas coisas como o jovem do Evangelho”. Quando nós temos muitas coisas, ficamos tristes, porque temos que cuidar dessas coisas todas. O que não conseguimos com a vida, a morte nos tira, porque dessa vida nada levamos.

Viver o Reino de Deus é morrer a cada dia, é ser livre para cuidar, amar e servir. Não há problema nenhum em ter uma vida digna e ir melhorando. Mas não se apegue ao que você tem, pelo contrário, quanto mais você é chamado a ter, mais despojado você precisa ser, mais desapego você precisa ter, porque, senão, seu coração não consegue buscar o Reino de Deus em primeiro lugar.

Deus abençoe você!

 

Ouça a Homilia

https://www.youtube.com/watch?v=hRXDwU8daug
 

Padre Roger Araújo - Sacerdote da Comunidade Canção Nova, jornalista e colaborador do Portal Canção Nova. Contato: mailto:padrerogercn@gmail.com – Facebook

 

 

 



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário