TV União Rádio União Impressas - PDF Interativo

Saúde • 21 de agosto de 2017 • 08h58

Hospital do Câncer recebe recursos para complexo pediátrico

O governador Beto Richa formalizou neste sábado (19) a parceria entre a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social e o Hospital do Câncer de Londrina (HCL) para repasse de R$ 817 mil à instituição. O recurso será investido na construção do Complexo de Pediatria Oncológica, que permitirá aprimorar o atendimento de crianças e adolescentes.

O investimento amplia a estrutura física, de equipamentos e de profissionais qualificados, dando aos pacientes melhores condições de tratamento e qualidade de vida.

IMPOSTO DE RENDA - O dinheiro repassado ao Hospital do Câncer é do Fundo Estadual para Infância e Adolescência e foi captado por meio do Banco de Projetos do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca). Esta iniciativa capta recursos de empresas e pessoas físicas que destinam parte do Imposto de Renda devido para financiar projetos para atender crianças e adolescentes.

O governador destacou a qualidade do serviço prestado pelo Hospital do Câncer e a solidez dos projetos apresentados pela instituição.  “Vemos aqui a aplicação do recurso público em favor das pessoas que mais precisam. Em uma estrutura que atende todo o estado do Paraná e com uma equipe que está sempre em busca de um atendimento de qualidade e humano”, disse.

O governador também reforçou o compromisso do Governo do Estado em apoiar o hospital. “Os projetos de expansão de áreas correlatas à oncologia também merecem nossa atenção. A cada visita saio mais motivado em apoiar com condições e recursos para salvar vidas”, declarou.

A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, ressaltou que o projeto foi elaborado pelo HCL e apresentado ao Conselho da Criança e do Adolescente e que foi aprovado depois de análise minuciosa da relevância social. “A precisão do projeto para a oncopediatria é tamanha que os conselheiros não tiveram dúvidas quanto à aprovação. Temos que apoiar instituições como esta que ajudam a salvar vidas no estado do Paraná”, afirmou.

A secretária destacou também que 90% dos atendimentos feitos no Instituto são para pacientes do Sistema Único de Saúde.

O recurso irá ampliar o atendimento a crianças e adolescente, de acordo com o presidenteFrancisco Ontivero.  “O recurso possibilitará aprimorar os serviços e oferecer o melhor tratamento possível”, afirmou.

Segundo a diretora de ações estratégicas e projetos, Mara Fernandes, cerca de 400 crianças são atendidas pelo hospital e a expectativa é dobrar este número.

Ela destacou também que o ex-governador José Richa foi um grande parceiro do Hospital. “Como governador e como senador, José Richa sempre esteve ao nosso lado. E lembro que a última emenda dele no senado se referia à compra de equipamentos para o Hospital”, afirmou.

De acordo com a gestora, o terreno que possibilitou a construção da primeira unidade do hospital foi doado por José Richa, quando prefeito de Londrina (1973-1977).  “E o primeiro laboratório de análises clínicas e patologia da cidade foi criado pelo avô de Fernanda, Avelino Antônio Vieira”, lembrou Mara.

O Hospital recebeu também R$ 85 mil via resgate dos créditos do ICMS das notas fiscais doadas pelos consumidores que não aderiram ao Nota Paraná. O recurso será investido em melhorias gerais.

MAIS APOIO - Richa destacou que o Estado vem apoiando a ampliação e a modernização do hospital. Em 2013 foram repassados R$ 3,5 milhões para a construção de uma nova ala. Além disso, a unidade recebe R$ 3,6 milhões por ano para custeio. O governo também assegurou mais R$ 5,7 milhões para a construção de mais cinco andares do hospital. A obra está em andamento.

MAIS SAÚDE – Além do Hospital do Câncer, o Governo do Estado destinou R$ 20,8 milhões para o Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina, viabilizando a nova maternidade, que deve ser inaugurada em outubro de 2018, e a Clínica Odontológica da UEL, em fase de conclusão.

O Governo Estadual também investe R$ 7 milhões no Centro de Especialidades, que será entregue até o fim deste ano. Também foram feitos investimentos no Hospital da Zona Norte e na Santa Casa de Londrina (para ampliação do pronto-socorro).

AEN



Comentários

Seja o primeiro a comentar!

Faça seu comentário