Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PSD) disse ontem, 29, que a reserva de grandes espaços no Show Rural em Cascavel para a agricultura familiar, olericultura, fruticultura e artesanato mostra o avanço da agroecologia no Paraná como atividade econômica robusta longe do período chamado de agricultura de subsistência. "Para o Show Rural, uma grande feira de agronegócio, se dobrar aos pequenos produtores é porque os mercados nacional e internacional cobram por comida mais saudável, orgânica e sustentável".

O Show Rural Coopavel entre 5 a 9 de fevereiro - com 600 expositores em uma área de 720 mil metros quadrados e 300 mil visitantes - terá destaques como a Feira da Agricultura Familiar, Feira de Artesanato, espaço para manejo de olericultura e a Vitrine de Fruticultura. "As regiões do noroeste e norte têm na produção de frutas, olericultura e da agricultura familiar entre as suas principais atividades de referência nacional e internacional, através de registros de indicações geográficas e de selos de qualidade", disse Romanelli.

De atividades segmentadas - com calendários, eventos e encontros próprios -, a agroecologia tomou corpo e presença nas feiras realizadas na maioria das cidades paranaenses. "Estou sempre presente nas cidades do Noroeste, norte pioneiro, norte e campos gerais e os estandes da produção orgânica e sustentável vem ganhando mais espaços e preferência entre os visitantes consumidores", apontou o deputado.

Espaços

No Show Rural, o Pavilhão da Agricultura Familiar de 450 metros quadrados terá 42 expositores de 23 cidades paranaenses. Entre os produtos disponíveis estarão embutidos, defumados, queijos, iogurtes, pães, cucas e biscoitos, doces, geleias, mel, derivados da cana-de-açúcar (como as rapaduras), vinhos, cachaças, sucos, temperos, frutas desidratadas, licores, cafés, entre outros. Além da exposição, o Ministério de Desenvolvimento Agrário vai orientar pequenas agroindústrias interessadas em aderir ao Selo Nacional da Agricultura Familiar.

Já a Feira de Artesanato é um espaço exclusivo para exposição e comercialização de artesanatos produzidos na região. São 26 expositores. Participam desta edição associações e cooperativas, grupos de artesãos vinculados a programas sociais municipais e nove artesãos individuais rurais. O destaque será um setor com peças produzidas pelos povos indígenas de três cidades da região oeste.

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná terá um espaço de olericultura que mostrará o manejo adequado para o bom desenvolvimento das culturas. Já a Vitrine de Fruticultura apresentará uma variedade de espécies selecionadas e cultivadas por uma equipe de especialistas de extensão e de pesquisa. Eles estarão à disposição para orientar produtores. A vitrine não apenas celebra os avanços no segmento, mas também reconhece sua importância no contexto da agricultura familiar. As espécies de destaque incluem abacate, acerola, amora-preta, atemóia, banana, caqui, citros, figo, goiaba, manga, pitaya e uva.

ALEP

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.