Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Foi divulgado na terça-feira (12), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o 6º Levantamento da Safra de Grãos 2023/2024, com informações a respeito da 1ª safra de algodão, arroz, amendoim, feijão, milho e soja e da 2ª safra de feijão e milho.

De acordo com o Boletim, para o estado do Paraná, as condições climáticas foram desfavoráveis, com chuvas intensas no início do ciclo, chuvas desuniformes e até inexistentes em algumas regiões, além de temperaturas altas entre o final de 2023 e início de 2024, fatores determinantes para a redução da produtividade das culturas da 1ª safra, principalmente nas regiões que iniciaram o plantio no início da safra (norte e oeste paranaense).

Já o arroz irrigado teve as áreas reduzidas (previsto em 18,3 mil hectares), devido às inundações ocorridas no noroeste paranaense, que  inviabilizaram a semeadura de algumas áreas. Também há perdas de áreas das culturas de verão como feijão e milho. Para a soja, que continua como principal opção de plantio, o impacto negativo provocado pelo clima vem afetando a produtividade, prevista em 3.255 quilos por hectare. Para a oleaginosa em questão, que é a cultura com maior área de produção do estado, as consequências do clima provocaram a redução do ciclo, redução do porte, abortamento de flores, grãos e vagens.

No caso do feijão, a 2ª safra tem estimativa de aumento de área (para o feijão preto) e há uma redução de área de feijão cores.

Em todo o país, a produção brasileira de grãos na safra 2023/24 deverá atingir 295,6 milhões de toneladas. O volume representa uma queda de 7,6% no resultado obtido no ciclo anterior, ou seja, 24,2 milhões de toneladas a menos a serem colhidas. Mais informações sobre o cultivo de grãos no Paraná e nos demais estados podem ser obtidas no 6º Levantamento da Safra de Grãos publicado no site da Conab.

Ascom/Conab

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.