Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Total de recursos equalizáveis disponibilizados para a atual safra soma R$ 115,8 bilhões

O Ministério da Economia publicou na última terça-feira (19) a Portaria Nº 6.454, que autoriza o pagamento de equalização de taxas de juros em financiamentos rurais, no âmbito do Plano Safra 2022/2023. O total de recursos equalizáveis disponibilizados para a atual safra soma R$ 115,8 bilhões.

A Portaria permitirá que as instituições financeiras iniciem, de imediato, o atendimento da demanda dos produtores rurais por esses recursos, direcionados principalmente para investimentos, no âmbito dos programas de investimento, como por exemplo o Programa para a Adaptação à Mudança do Clima e Baixa Emissão de Carbono na Agropecuária (Programa ABC+), o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) e o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (Inovagro), além do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), dentre outros.

A Secretaria do Tesouro Nacional poderá, quando solicitado pelo Mapa, remanejar os limites equalizáveis entre as diferentes categorias de financiamento de que trata a Portaria.

Confira a lista das instituições financeiras contempladas:

Banco do Brasil;

Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - Banrisul;

Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais - BDMG;

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES;

Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul - BRDE;

Caixa Econômica Federal - Caixa;

Credialiança Cooperativa de Crédito Rural - Credialiança;

Credicoamo Crédito Rural Cooperativo - Credicoamo;

Confederação Nacional das Cooperativas Centrais de Crédito e Economia - Cresol Confederação;

Banco Cooperativo Sicoob S.A. - Sicoob; e

Banco Cooperativo Sicredi S.A. - Sicredi.

O Plano Safra 2022/2023 terá R$ 340,88 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional até junho do próximo ano. Desse total, R$ 246,28 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização. Outros R$ 94,6 bilhões serão para investimentos.

Os recursos com juros controlados somam R$ 195,7 bilhões e com juros livres R$ 145,18 bilhões. O montante de recursos equalizados cresceu 31%, chegando a R$ 115,8 bilhões na atual safra.

Asimp/Ministério da Agricultura.Pecuária e Abastecimento

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.