Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Brasil entra com novo produto no mercado equestre argentino

Ainda neste primeiro trimestre do governo, o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) já contabiliza a décima abertura de mercado para o agronegócio brasileiro. A partir de agora, embriões de equinos congelados poderão ser comercializados para a Argentina.

As negociações junto ao novo mercado foram iniciadas em abril de 2020. Com a aceitação do Certificado Veterinário Internacional (CVI), que atesta a sanidade do produto, a Argentina passa a aceitar a comercialização do produto de origem brasileira em seu mercado.

“A retomada da credibilidade do Brasil junto a diversos parceiros comerciais, aliada ao trabalho sério da nossa equipe técnica, tem possibilitado cada vez mais oportunidades de negócios para os produtores brasileiros dos mais diversos segmentos. Este não é um resultado apenas do agronegócio, é um resultado que gera mais emprego para toda a população quando um novo mercado se abre”, explicou o ministro Carlos Fávaro.

Considerada um mercado ainda promissor, a inseminação artificial de equinos no Brasil registrou crescimento de aproximadamente 70% e possibilidade de expansão para seguir atendendo a novos mercados internacionais.

Ascom/Mapa

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.