Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Mari Mello, madrinha de bateria da Dom Bosco, caiu no samba e se divertiu durante ensaio técnico em São Paulo. Ela apostou em um look que faz total referência ao enredo sobre o povo nordestino e surgiu como cangaceira.

Usando um macacão todo dourado, que representa o sol do Nordeste, ela homenageou o sanfoneiro Luiz Gonzaga, figura marcante do Nordeste. O look é um mix do cangaço com referência para a música ‘Asa Branca’, que tem a ver com o pássaro branco símbolo da Dom Bosco.

“É um look mais comportado, mas no dia do desfile pretendo sensualizar. Vou de cangaceira ousada, mais atrevida mesmo”, avisa aos risos. “Tem todo um conceito por trás do que uso e no desfile não será diferente. A novidade é que vou trocar as penas por flores, que simbolizam a força e a representatividade do povo nordestino”.

Nessa reta final, Mari intensificou os treinos, passou a fazer muay thai e recorreu aos procedimentos estéticos. Mas ela confessa que sai da dieta às vezes. E tudo sem culpa.

“Não sou neurótica (risos), eu como de tudo: refrigerante, doces e fast food. Aliás, sou viciada em chocolate. Os ensaios da escola me ajudam a manter a forma. Consigo perder muitas calorias, estou sempre em movimento. Acho importante cuidar da saúde, mas também acho besteira essa coisa de passar fome e fazer dieta de Carnaval. É coisa de novata (risos)”.

Eduardo Graboski/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.