Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Cultura 31/05/2023  13h57

A arte exige presença

É com este estabelecimento que o arquiteto Christian Steagall-Condé vem entregando ao grande público suas investigações sazonais, agora disponibilizando dez telas inéditas pintadas em acrílicas sobre canvas tendo musicistas, intérpretes, compositoras e cantoras do Jazz.

Entre as várias beldades com suas vozes únicas e em desempenhos exuberantes nos palcos musicais, o artista elegeu as que ele mais gosta de ouvir, produzindo uma série visual de impacto com mulheres, um tema recorrente na obra do arquiteto, contando com o talento de vozes tais como a britânica Adele Adkins, a canadense Diana Krall e as norte-americanas Amy Winehouse, Aretha Franklin, Beyoncé Knowles, Billie Holliday, Ella Fitzgerald, Madeleine Péyroux, Nina Simone, Norah Jones e por última mas não menos importante, Lady Gaga.

Destas dez obras originais para visitação e todas inéditas pois estreiam agora em exposição para a contemplação pelo público que prestigia as Artes Visuais, apenas a tela de Lady Gaga será em um print digital porque o material foi adquirido por um dos Colecionadores do Artista que curtiu o portrait da cantora com o trabalho ainda em execução no cavalete mas ainda assim, cópias são naturalmente admitidas no mercado da arte como reproduções à partir de uma matriz original e a grande maioria das pessoas dificilmente consegue perceber não tratar-se de uma tela pintada mas sim, de um perfeito avatar.

Além destas 10Jazz Divas, Steagall-Condé já pode contar com três colecionadores brasileiros particulares de suas telas e o artista tem obras suas em três dos seis continentes do planeta com vendas intermediadas através da Saatchi International Art Gallery, entregando seus materiais originais para particulares habitando cidades tão distintas quanto Vancouver, Seattle, Dallas, Boston, Boca Ratón, New York, Berlin, Sidney na Austrália, bem como as nossas São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis e Londrina.

As dez obras de arte estão entregues no estilo "newCLASSIC", uma evolução de estilo e de técnica várias etapas à frente da Arte Pop (que veio ao mundo nos Anos 50 na Inglaterra), com resgates visuais contando com citações da arte acadêmica dos grandes mestres europeus mas com uma abordagem contemporânea que abraça as imagens virtuais da computação gráfica, numa paleta de cores exuberante e característica do artista londrinense.

Yone Kotinda/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.