Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para quem nunca acompanhou um espetáculo do grupo, esta é a chance de assistir a duas coreografias do repertório: “Piá”, de Alex Soares, e “V.I.C.A.”, de Liliane de Grammont. Apresentações são gratuitas e integram a programação especial da Mostra Paranaense de Dança 2023.

A companhia Balé Teatro Guaíra (BTG) fará neste fim de semana apresentações gratuitas em Apucarana, no Vale do Ivaí, e Arapongas, no Norte, como parte da programação especial da 14ª edição da Mostra Paranaense de Dança. Para quem nunca acompanhou um espetáculo do grupo, esta é a chance de assistir a duas coreografias do repertório: “Piá”, de Alex Soares, e “V.I.C.A.”, de Liliane de Grammont.

Os bailarinos se apresentam no Cine Teatro Fênix de Apucarana, sexta (26), e no Cine Teatro Mauá de Arapongas, domingo (28). Os espetáculos são abertos ao público em geral e com entrega antecipada de convites.

Em Apucarana, além da apresentação, o Balé Teatro Guaíra recebe alunos da rede municipal de ensino para um ensaio didático na tarde do dia 26, com a ideia de integrar os jovens estudantes no universo da dança, despertar o interesse e, futuramente, formar novas plateias. O ensaio, assim como o espetáculo da noite, será acessível em libras e com audiodescrição.

Espetáculos

“V.I.C.A”, o acrônimo que dá título à peça do Balé Teatro Guaíra, significa Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade, características do mundo pós-moderno e exacerbadas com a pandemia da Covid-19. O espetáculo questiona o que se quer daqui para frente e propõe reflexão sobre a humanidade no tempo presente. Em meio a um mundo confuso, saído de uma pandemia, a coreógrafa Lili de Grammont e a companhia revelam que a arte pode ser uma estratégia de conexão.

“PIÁ” destaca um dos traços que mais define o brasileiro: a mestiçagem. Brasileiros podem ter qualquer aparência, podem pertencer a qualquer etnia e, com frequência, são confundidos com outras nacionalidades quando estão no Exterior. Piá, por definição, são os filhos de etnia indígena ou mestiços de brancos com índios, mas em Curitiba as pessoas chamam-se carinhosamente, umas às outras, de “piá”.

De origem tupi-guarani, “piá” era a forma utilizada pelas mães indígenas para chamar seus filhos e filhas e significa “coração”. "Piá" de Alex Soares abre caminhos para a percepção de uma identidade mestiça carregada de afeto, no melhor sentido do tão sonhado Brasil, que se une e se define a partir das diferenças.

Mostra 

As apresentações e seletivas da 14ª edição da Mostra Paranaense de Dança chegam a diversas cidades do Estado carregadas de simbolismo, e representam a volta da dança aos palcos, após o tempo de reclusão durante a pandemia.

“Para os jovens bailarinos, escolas e academias de dança, o retorno da Mostra Paranaense de Dança, que reúne as mais diversas linguagens da dança, em formato presencial, é a grande notícia”, afirma Simone Bönisch, coordenadora da Associação Brasileira de Apoiadores Beneméritos do Teatro Guaíra (ABABTG), entidade que organiza o evento. “Chegamos à 14ª edição muito felizes e com grande responsabilidade. Queremos celebrar a dança do Paraná e de estados vizinhos com todas as nossas forças”.

As seletivas para a Mostra Paranaense de Dança 2023 acontecem no formato de espetáculos a serem prestigiados pelo público, com a presença de uma banca de avaliadores que vai selecionar os trabalhos que farão parte da mostra final, que acontece de 9 a 11 de junho, quando os selecionados serão levados ao palco do Guairão.

Projeto

Promovido por meio da Lei de Incentivo à Cultura, tem como instituição beneficiada o Hospital Pequeno Príncipe, o apoio das prefeituras de Ponta Grossa, Guarapuava, Campo Mourão, Foz do Iguaçu, Toledo, Dois Vizinhos, Apucarana e Arapongas, Parque Tecnológico Itaipu, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, PalcoParaná, Centro Cultural Teatro Guaíra, Secretaria de Estado da Cultura; patrocínio das empresas Camagril, Nórdica Veículos, Grupo Pegoraro, Plast & Pack, Pavi Serviços Ambientais, Fuga Couros, Stampa Food, Aços Continente, ACSO, Ferragens Negrão, Transportes Treméa e Londrisaúde; e a realização da Associação Brasileira de Apoiadores Beneméritos do Teatro Guaíra e governo federal.

Serviço

Espetáculo do Balé Teatro Guaíra com as coreografias “V.I.C.A. / Piá”

Apucarana – 26 de maio – Cine Teatro Fênix (Av. Curitiba, 1215), às 20h

Evento gratuito: ingressos antecipados no dia e no local, a partir das 19h

Acessível em libras e audiodescrição

Arapongas – 28 de maio – Cine Teatro Mauá (Rua Uirapuru, 55), às 18h

Evento gratuito: ingressos antecipados na Biblioteca Municipal Machado de Assis (Rua Mutum, s/n), dos dias 22 a 26, das 8h às 18h, e no Cine Teatro Mauá, no dia 28, a partir das 17h

Seletiva com grupos de dança locais

Apucarana – Cine Teatro Fênix, dia 27, às 20h; e dia 28, às 18h

AEN

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.