Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividade é gratuita e aberta a toda comunidade, tendo como público-alvo crianças de 6 a 10 anos

Amanhã, quinta-feira (31), às 9h, a Biblioteca Pública Municipal Eugênia Monfranati (Zona Sul), em parceria com a rede intersetorial Sul A e a Escola Municipal Irene Aparecida da Silva, realiza a contação de história do livro infantil “Rinocerontes não comem Panquecas”, de Anna Kemp. A atividade é gratuita e aberta a toda comunidade, tendo como público-alvo crianças de 6 a 10 anos. Não é necessário fazer inscrição prévia para comparecer e a duração será de 1 hora. A biblioteca fica na Avenida Guilherme de Almeida, 2.260, região sul.

A narração será feita pela professora Joelma Ribeiro Betetto, da Escola Municipal Irene Aparecida da Silva. Segundo a professora, iniciativas como esta são importantes porque os alunos passam a vivenciar a importância do exercício da escuta. “A ideia é oferecer, de forma periódica, atividades de contação de histórias para o público infantil, estimulando o interesse à leitura”, ressaltou.

Para coordenadora de Atendimento, Programação e Extensão da Diretoria de Bibliotecas Municipais, Tatiane Batista dos Santos, o objetivo é que as bibliotecas interajam com a comunidade, sejam espaços de pertencimento e de estimulo à leitura. “Atividades como essa contribuem para que isso aconteça, trazendo as crianças e a sociedade para dentro de nossos espaços”, destacou.

O livro “Rinocerontes não comem Panquecas”, conta uma história divertida de uma menina muito esperta, chamada Daisy, e de seu mais novo amigo: um rinoceronte grande, roxo e muito, muito fofo. O pai e a mãe de Daisy estão sempre muito ocupados para ouvir o que ela tem a dizer. Certo dia, quando ela conta que um rinoceronte grande e roxo entrou na casa deles e deu uma mordida na sua panqueca, nenhum dos dois deu a menor bola. Daisy, então, decide enfrentar sozinha aquela situação e, depois de muitas pizzas, cócegas e panquecas, papai e mamãe têm uma surpresa daquelas e percebem que devem prestar mais atenção ao que Daisy diz.

Daiane Dutra/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.