Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Cultura 24/01/2023  10h32

Biblioteca de Londrina e Casa da Árvore desenvolvem projeto destacado em concurso internacional

inalista no 10º Concurso Iberbibliotecas, a proposta londrinense integra poesia, música e novas tecnologias no combate à desigualdade de gênero nas artes; Associação e diretoria de Bibliotecas Públicas buscam por parceiros e patrocínio para a exposição

Uma iniciativa desenvolvida pela Associação Casa da Árvore, em parceria com a Biblioteca Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza, intitulada “Clube da AudioPoesia Lê Mulheres” recebeu o certificado de “Projeto Destaque” ao ser um dos finalistas do 10º Concurso de Ajudas do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas (Iberbibliotecas), divulgado no último mês de dezembro. O objetivo da iniciativa internacional é consolidar as bibliotecas públicas e comunitárias como espaços de livre acesso à informação e à leitura que trabalham pela inclusão social.

De acordo com o edital do concurso, o Prêmio Destaque é concedido como uma forma de reconhecimento aos projetos inscritos que demonstraram alta qualidade e que não puderam ser escolhidos, conforme frisou a coordenadora e designer de inovação da ONG, Leila Vilhena. “Ser um dos destaques do concurso nos abre a oportunidade de divulgar outras formas de proporcionar a implementação deste projeto. Nossa proposta foi finalista, principalmente, pela criatividade e originalidade, em que criamos outras formas de consumir literatura, ao mesmo tempo em que reivindicamos a igualdade de gênero no mercado literário”, contou a coordenadora da associação, que tem sua base em Poços de Caldas (MG) e atua em rede com projetos integrados a outros municípios brasileiros.

A diretora de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), Leda Araújo, explicou que a parceria proposta pela Associação Casa da Árvore vai ao encontro do papel social que as bibliotecas possuem junto à comunidade. “Para nós, foi uma grande honra e uma excelente oportunidade sermos escolhidos para essa parceria, uma vez que a ação tem como objetivo maior ampliar o envolvimento e a identificação que a sociedade tem com a biblioteca, a reconhecendo como um espaço de desenvolvimento e de diversidade cultural. Essa proposta de valorização da escrita das mulheres é, sem dúvida, uma forma de dar mais visibilidade a esse espaço e de demonstrar que as bibliotecas estão caminhando alinhadas com as reivindicações que são feitas pela sociedade. Uma das grandes exigências e emergências da contemporaneidade é formar bons cidadãos e, através das novas tecnologias de informação e de comunicação, é possível abrir caminhos que democratizem o acesso ao livro, à leitura e à literatura. E é por meio das parcerias e da integração com outros órgãos e instituições, como a Casa da Árvore, que podemos trabalhar em rede tendo em vista este grande objetivo comum, e que é dever de toda a sociedade”, ressaltou Araújo.

Desenvolvida especialmente para a Biblioteca Municipal Pedro Viriato Parigot de Souza, pela Casa da Árvore, o projeto é um convite sensível que procura repensar a desigualdade de gênero na literatura e na música, conforme enfatizou a coordenadora da iniciativa. “Nossa proposta é desenvolver, de forma inovadora, uma Exposição Literomusical Colaborativa, contando com a participação do público que frequenta a biblioteca. A exposição será resultado de uma sequência de visitas guiadas, acompanhada de poetas e compositores locais. Nessas visitas, autoras, compositoras e visitantes percorrerão juntos o acervo da biblioteca, lançando sobre ele um olhar atento às discrepâncias estatísticas entre os livros escritos por mulheres frente aos escritos por homens”, explicou Vilhena.

A coordenadora e designer de inovação responsável pela criação ressaltou ainda que, a ideia inicial do projeto, também prevê uma instalação lítero-musical interativa, criada através de uma residência artística que reuniu seis poetisas brasileiras e seis compositoras londrinenses. “A obra será composta por um mural feito por uma artista plástica convidada, que simulará uma estante de livros em dimensão ampliada. Entre os livros desenhados no mural serão fixadas 12 caixas-livro, que funcionarão como dispositivos interativos, permitindo ao público novas formas de ler e acessar obras literárias produzidas por mulheres e que estão disponíveis no acervo da biblioteca”, complementou.

O projeto está sendo prototipado no BiblioHack LAB , programa de inovação em bibliotecas, leitura e formação de leitoras, desenvolvido pela Casa da Árvore. Em Londrina, a iniciativa conta ainda com a produção da  Arlekino Produção Cultural. Com a certificação internacional reconhecendo a importância do projeto para a inovação das bibliotecas nos países Ibero-americanos, a Associação Casa da Árvore e a diretoria de Bibliotecas Públicas da SMC buscam apoio e parcerias para tirar o projeto do papel, que também já conta com a disponibilidade de incentivo fiscal via Lei Rouanet. Organizações, universidades e empresas interessadas, podem entrar em contato pelo e-mail diretoria@casadaarvore.art.br .

Sobre a Associação Casa da Árvore

A Casa da Árvore é uma organização social que há 15 anos atua no desenvolvimento de iniciativas de inovação em educação, cultura e novas tecnologias. Foi uma das primeiras iniciativas brasileiras a integrar o programa Iberbibliotecas, em 2016, com as iniciativas BiblioArte LAB e BiblioHack LAB.

Com seus projetos de incentivo à leitura e formação de leitoras e leitores do século XXI, como a Rádio Traquinagem, foi finalista do Prêmio Jabuti na categoria Inovação da formação de leitores. É reconhecida pelo MEC no Mapa da Inovação e Criatividade na Educação Básica e atualmente é parceira do UNICEF no desenvolvimento e implementação do projeto #Territórios Conectados: Conectividade, Cultura Digital e Educação Híbrida em redes municipais de ensino em diversos estados brasileiros.

N.Com

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.