Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto “Cine Cequinha Itinerante: Passeando por Londrina” acontecerá de março a novembro deste ano e trará filmes nacionais, com temáticas específicas a serem debatidas após as exibições

Nesta quinta-feira (14 de março), às 19h30 acontecerá a exibição do filme “Inferninho” na Espaço Nave, sessão que marca o início do projeto “Cine Cequinha Itinerante: Passeando por Londrina”, organizado pelo cineclube que atua de forma independente, com sessões gratuitas de cinema & prosa, na cidade há mais de 10 anos. Inicialmente com sessões dentro do campus da Universidade Estadual de Londrina, atualmente, o Cine Cequinha é composto por 6 mulheres e mantém atividades de forma itinerante, em parceria com vilas e espaços culturais, coletivos, associações, entre outros locais.

As exibições do projeto que conta com patrocínio da Lei Paulo Gustavo através da Secretaria de Cultura de Londrina, serão realizadas quinzenalmente às quintas-feiras, passando pelos espaços parceiros (Espaço Nave, Assentamento Rural Eli Vive, Ware - Centro de Memória Kaingang, Vila Cultural Alma Brasil, Vila Cultural Grafatório e Associação Cultural Ciranda da Cultura), além de sessões em praças e espaços públicos de várias as regiões da cidade (Lago Norte, Lagoa Dourada “Zerinho”, Praça Serra das Laranjeiras, Praça Acquaville). O objetivo é expandir e democratizar o acesso às produções cinematográficas nacionais e regionais e oportunizar o contato do público com filmes que estão fora do circuito comercial de exibição, trabalhando a formação de público e fruição artística através da promoção de sessões abertas e gratuitas seguidas de debates. 

O ciclo de sessões acontecerá de março a novembro de 2024, passando por temáticas que resgatam a memória do que já passou pelo Cine Cequinha, como forma de comemorar os 10 anos de coletivo. São elas: Cinema Negro, Cinema Periférico, Mulheres no Cinema Nacional, Documentários, LGBTQIAP+ no Cinema, Bem Vindo ao Meu Delírio, Animações e Produções de Londrina e Região.

Bem-vindo ao meu delírio
A primeira temática abordada no projeto encontra espaço dentro da história do Cine Cequinha, revisitando memórias que já passaram por nossa tela nos primeiros anos de coletivo. A partir da ideia da loucura, essa já tão retratada no cinema, a proposta é fomentar discussões através dos lugares - corpos e espaços - que lançam olhares sobre novas possibilidades do ser.
A curadoria do Cine traz o longa “Inferninho” (2018) por entender que há, em sua essência, sonhos, desejos, fantasias e delírios de vários dos personagens. Deusimar, nossa protagonista, é a dona de um extravagante e grosseiro bar de nome “Inferninho” e se vê presa em uma realidade que a faz ansiar por uma outra vida. Esse espaço heterotópico permite ser o que quiser: marinheiro, cantora e até mesmo um coelho; tudo em meio a enfeites, luzes, música brega e uma atmosfera onírica e deliciosamente emocionante.

A próxima sessão com essa temática está prevista para acontecer no dia 28 de março, também na Espaço Nave. Para ficar por dentro da programação do projeto siga o Cine Cequinha no Instagram @cinecequinha e participe do grupo informativo no Whatsapp, clicando no link da bio.

Fran Camilo/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.