Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O material reúne imagens, registros e textos referentes ao CapStyle Festival 2021

A Secretaria Municipal de Cultura recebe, nesta sexta-feira (8), o coquetel de lançamento do livro “Cap Style Festival 2021. O evento, limitado para pessoas convidadas, terá início às 19h e será realizado no Solário Carlos Cascaldi, no último andar do prédio da secretaria, localizado na Praça 1º de Maio, 110, Centro.

O livro reúne todo o resultado do último Festival de Grafite do coletivo CapStyle, realizado em 2021, no Cemitério Jardim da Saudade, entre a avenida Saul Elkind e as ruas João de Freitas Rocha Filho, Manoel Alves de Oliveira e Otávio Clivatti. Além de fotos dos dias de festival, também traz registros da exposição de fotografia de Henrique Madeira feita na Casa Nada, e as oficinas ministradas por Kenia, Muka e Seth, grafiteiros londrinenses que fazem parte do coletivo.

De acordo com o grafiteiro Tadeu Roberto Fernandes Lima Júnior, o Carão, o livro é fruto do trabalho que o coletivo CapStyle vem realizando na cidade. “É uma forma de reunir tudo o que produzimos nos festivais em imagens, registros e textos sobre o coletivo e sobre o próprio festival que organizamos em diversos pontos da cidade. Agradecemos muito aos nossos apoiadores, colaboradores e patrocinadores”, ressaltou Carão.

O artista também destacou que o livro não será comercializado. “Nosso intuito é doar aos artistas que participaram do
festival e disponibilizar exemplares para a Biblioteca Central e Centros Culturais das periferias para que sirva como fonte de informações sobre o festival”, completou Carão.

Para o secretário municipal de cultura em exercício, Valdir Grandini, o lançamento do livro com registros do processo do CapStyle Festival 2021 é um momento muito especial não apenas para a cultura de Londrina, mas para a cidade como um todo. “É muito importante ter essa memória e é disso que se trata esse projeto desenvolvido pela CapStyle. E, agora, além de ter essas memórias gravadas nos muros da cidade, ela também estará para sempre nas páginas deste material que o coletivo está lançando. Trata-se de um momento de muita felicidade, pois nossa arte está ganhando os muros, levando Londrina para o resto do mundo”, destacou Grandini.

Ana Almeida/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.