Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento, que chega à sua 52ª edição, terá a participação de empreendedoras e empreendedores negros; pela primeira vez, ação contará também com uma mostra cultural

Na terça-feira (13), das 14h às 22h, o Coletivo Black Divas e a Coalizão Negra por Direitos realizam a 52ª Feira Black Empreendedorismo, na Avenida Presidente Eurico Gaspar Dutra, 1.117, no Conjunto Cafezal. Junto à feira, será realizada a 1ª Mostra Cultural.

Ambos os eventos têm entrada gratuita e são abertos a toda a comunidade. Também estão disponíveis oportunidades para as empreendedoras e empreendedores negros que desejam participar comercializando e divulgando seus produtos e serviços. Os interessados devem fazer suas inscrições pelo formulário on-line (clique aqui).

Além disso, a programação também inclui a 17ª edição da Classificatória Miss e Mister Beleza Negra. As pessoas negras que desejam participar da competição devem se inscrever até o domingo (11), às 18h, por meio deste formulário. Em ambos os casos, as inscrições para as atividades são gratuitas.

No total, a feira terá 30 estandes de gastronomia e artesanato voltados à cultura afro, incluindo a presença da artesã Zuri, reconhecida internacionalmente.

Já a Mostra Cultural conta com apresentações do grupo Black Power Soul, Pagode da Quebrada, Regi Oliveira, Viviane Romualdo, Escola de Ginástica Olímpica da Associação Esportiva Reverence, Centro de Treinamento de Taekwondo Morumbi e Escola de Dança Carol Aleixo. Também participarão os dançarinos Eliezer Rodrigues e Gabriela Alves, e haverá apresentações de danças urbanas como break, hip hop, locking e dance hall.

A presidente do Coletivo Black Divas, Sandra Aguillera, destacou que graças ao patrocínio recebido pelo evento, viabilizado por recursos municipais obtidos através da Lei Paulo Gustavo, foi possível organizar a primeira edição da Mostra Cultural. “O objetivo é levar reconhecimento e ressaltar a presença da comunidade negra na formação cultural, artística e intelectual do povo brasileiro. Os participantes são representatividade viva da nossa cultura negra”, sublinhou.

A programação inclui ainda uma palestra sobre o letramento racial, ministrada pela pedagoga Adilza Carvalho, que contará com Gabriela Alves como intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A palestrante Adilza Carvalho, que também é cantora e coordenadora de ações do Coletivo Black Divas, destacou que o objetivo do evento é promover o envolvimento e conscientização da população. “O projeto tem o objetivo de oferecer diversas ações às comunidades, levando cultura, educação e letramento racial, e trabalhando o empreendedorismo afro”, afirmou.

Realização – As feiras promovidas pelo Coletivo Black Divas são realizadas mensalmente, com apoio de diferentes parceiros, em locais como a Prefeitura, a Praça Nishinomiya (Praça do Aeroporto), a Lanchonete Sabor & Ar, pontos do Conjunto Cafezal e algumas universidades de Londrina. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), oferece apoio ao coletivo desde a sua fundação, há 20 anos, sendo essa a primeira vez que a iniciativa é contemplada pelo edital da Lei Paulo Gustavo.

Além da feira realizada na terça-feira (13), há planos para a realização de outros eventos em 20 de março, 23 de julho e 25 de novembro.

Também participam da organização da 52ª Feira Black Empreendedorismo: Alessandra Santos, Agnaldo Júnior, Guilherme Aguillera, Edimara Alves, Manuela Vaz, Edninha Mendes, Gabriela Aguillera, Nicholas Rocha, Luiz Rocha, Rafael Venturini e Vagner Nogueira. 

Gabriel Navas/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.