Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira edição da Flua Cultura no sábado (11), na Funcart, apresenta um novo modelo para expositores e traz atrações artísticas para os visitantes. Um com uma atenção especial para os artistas da Cidade que ganham um espaço especial para expor e comercializar suas obras e serviços

A véspera do Dia das Mães será muito especial em Londrina com a realização da primeira Feira Flua Cultura, no gramado da Funcart, a partir das 15h. Um evento com uma proposta totalmente nova e uma atenção especial para os artistas da Cidade que ganham um espaço especial para expor e comercializar suas obras e serviços. A iniciativa é do coletivo Flua Cultura com realização do Governo Federal através do Ministério da Cultura e da Fundação Cultura Artística de Londrina - Funcart, com patrocínio da Lei Paulo Gustavo, viabilizada por meio da Secretaria de Cultura de Londrina.

Até às 20h do próximo sábado (11), os visitantes terão a oportunidade de assistirem a apresentações artísticas e participarem de oficinas, tudo gratuito e com classificação indicativa livre além, claro dos expositores com oferta de peças bordadas à mão, cerâmicas artesanais, óleos essenciais, gravuras, quadros, artigos em couro, cosméticos naturais, discos de vinil, chás naturais, cafés especiais e acessórios de moda. Todos os expositores que participam dessa primeira edição da Feira Flua Cultura passaram pelo edital encerrado no dia 27 de abril e que também selecionou os oficineiros e as atrações. A próxima feira, a que vai comemorar as Festas Juninas acontece no final do próximo mês e o edital para a participação abre no dia 20 de maio.

Uma grande estrutura será montada para receber o público e os artistas no próximo sábado (11). De acordo com  o produtor João Ribeiro, um dos idealizadores do projeto, uma tenda de dez metros quadrados vai garantir a sombra, também serão disponibilizadas mesas e cadeiras além de uma oferta gastronômica durante todo o evento que vai até às 20h. Foram selecionados mais de 12 expositores, na maioria mulheres e todos receberão a ajuda de custo prevista pelo projeto, algo inédito nos formatos de feirinhas na Cidade. “Tivemos uma procura muito interessante, com uma concorrência media de quatro expositores para cada vaga. O que nos surpreendeu foram as propostas de Oficinas, uma novidade para a programação que oferece um aspecto formativo que se desdobra em conhecimento também para os expositores como a ideia de um ABC de venda digital, com dicas de como usar utilizar as plataformas de WhatsApp e Instagram para melhorar e impulsionar a venda de produtos desses pequenos expositores”, comenta. Ao todo, serão seis oficinas que devem contemplar uma boa diversidade de propostas com a possibilidade desse numero aumentar ainda mais ao longo das próximas feiras. No sábado, uma das atrações da Feira Flua Cultura é a realização da Oficina de Jardim Regenerativo, às 16h,  com a arquiteta Laura Gil, da Embaúba Paisagismo e o resultado do trabalho, fica para embelezar a  Funcart. “Quem estiver lá pode fazer a inscrição na hora e participar. O Primavera Jataí também vai promover uma oficina brincante com um Circo de Bambu, desde o início da feira, com atividades de recreação para os visitantes”, comenta o produtor. A programação ainda inclui, às 17h, a apresentação com o duo de voz e violão Doces Trópicos, formado por Mariana Sella e Danilo Souza e o encerramento musical fica por conta da cantora Gisele Almeida cantando as canções de Djavan, tudo no palco especialmente montado  e iluminado para a Feira.

Na avaliação do produtor, a procura pelo edital e como a primeira edição da Flua Cultura está sendo desenhada, comprova que existe realmente uma demanda por parte dos produtores de artigos que envolvem processos artísticos dentro do movimento da economia criativa. “Falta um espaço de circulação de pessoas interessadas e para a comercialização desses tipos  de seus produtos. Acreditamos que isso reforça a importância e o lugar da Feira Flua Cultura. Essa estreia, que tem um respaldo de um patrocínio da lei federal, faz com que a gente possa remunerar toda a rede envolvida, inclusive os expositores que estão acostumados a pagar para participar das feiras. Com a ajuda de custo  de R$ 250,00 eles podem integrar esse movimento da Feira Flua Cultura conosco”, diz Ribeiro.

Sobre o Coletivo Flua Cultura

O coletivo Flua Cultura nasceu em 2019 no ambiente virtual e se popularizou ao divulgar agendas culturais da Cidade, com a programação semanal de eventos, com uma curadoria que privilegiasse o dialogo entre as vertentes artísticas. De forma fluida e orgânica, o Flua Cultura foi aos poucos ampliando sua atuação e surgiu a preocupação de se comunicar com os diferentes públicos, ouvindo também a própria comunidade sobre suas necessidades e desejos.  Em 2024, o Coletivo Flua Cultura retorna com uma iniciativa inovadora e repleta de significado para a cena cultural de Londrina com a Feira Flua Cultura - A Feira de Arte e Cultura da Cidade de Londrina. Esta iniciativa não só marca a retomada das atividades do coletivo, mas também representa um novo capítulo em sua missão de conectar a comunidade local com a arte e a cultura. O coletivo é uma realização independente e é atualmente composto por Thalita Deldotti Alcantara (musicista e produtora cultural), João Ribeiro (produtor cultural) e Rafaela Rodrigues (produtora cultural e publicitária).

A “Feira Flua Cultura” é uma realização do Governo Federal através do Ministério da Cultura e da Fundação Cultura Artística de Londrina - Funcart, com patrocínio da Lei Paulo Gustavo, viabilizado por meio da Secretaria de Cultura de Londrina e produção do coletivo Flua Cultura. 

Janaína Ávila/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.