Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O projeto “A Saúde da Mulher em Cordel” tem parceria com a Universidade Estadual de Londrina

Neste mês de outubro, em ação de conscientização alusiva ao Outubro Rosa, a Secretária Municipal de Saúde (SMS) exibirá nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) o projeto “A Saúde da Mulher em Cordel”. O trabalho consiste em expor folhetos de cordel idealizados pelo poeta e cordelista Manoel Monteiro e ilustrados por Guilherme Montenegro. 

A proposta faz parte da tese de doutorado em Ciência da Informação, pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), da professora Drª. Sandra Regina Moitinho Lage, intitulada “A Representação Temática da Informação do Folheto de Cordel no contexto da saúde em folhetos de cordel de Manoel Monteiro”. “Minha tese tem o objetivo de analisar os cordéis no âmbito da saúde, focando na produção em cordel. Nesta divulgação, em especial, a representação temática informacional é a Saúde da Mulher para apoiar a campanha da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina”, disse a doutora.

O folheto apresentado nas UBSs chama-se “Mulher é para ser amada…”, e faz parte do arquivo pessoal de Lage, que explicou que a Literatura de Cordel, através dos folhetos, é dotada de uma linguagem popular, expressiva e com humor, que ao abordar diversas temáticas, cativa, diverte e informa o leitor. 

As obras foram enviadas e impressas por todas as 54 UBSs de Londrina. A orientação é para que cada unidade exiba os versos dos cordéis em local de fácil acesso para toda a população. 

A coordenadora de Saúde da Mulher da SMS, a enfermeira obstetra especialista em Saúde Coletiva e Saúde da Família, Priscila Colmiran, explicou que o projeto é de extrema importância, principalmente quando o assunto tratado é o Outubro Rosa. “A gente não pode pensar somente em câncer de mama, em câncer de colo uterino, apesar do mês ser alusivo a essas questões. É necessário um olhar mais amplo, precisamos ver a mulher como um todo e o cordel é uma forma simples e fácil de levar informação ao público”, afirmou.

Rebeca Vernillo/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.