Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A GRAFFITEI - Mostra artística do Programa Arte Educação foi criada por adolescentes atendidos pelo Centro de Referência Especializado em Assistência Social, da Zona Norte (CREAS NORTE),  a partir das oficinas de Graffiti ministradas pela artista Amanda Higuchi (Narizinho), educadora do Programa  Arte e Educação realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com a Escola de Circo de Londrina. O Programa Arte Educação, atende crianças, adolescentes, jovens e adultos, com oficinas de artes, buscando promover o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários e incentivando o protagonismo e autonomia do público atendido, tendo a arte como meio de transformação social.

O objetivo da exposição é retratar através da arte, as dores, a leveza e a alegria do processo de adolescer com a mão na “massa”. Assim, através das vivências periféricas e marginalizadas busca-se construir o afeto e as sensações, através da expressão forte, sensível, criativa e diversa que leva a uma realidade colorida e geométrica,ou às vezes monocromática e sinuosa. Cada barreira que é imposta a esse grupo se transforma em sentido através da arte, utilizando diversas técnicas do graffiti como o pincel e tinta Spray, além de  uma gama de elementos visuais.

A maior parte do material utilizado é reciclado, vem de quadros antigos, tapumes de descarte, jornais e latas de spray vazias, visando trazer a conscientização dos recursos utilizados no processo artístico. Toda a moldura é feita com canos de jornais enrolados, cortados e secados ao sol para absorção da cola e da tinta. Também é possível identificar algumas esculturas feitas a mão, o material utilizado é a argila, que são esculpidas e pintadas com técnicas de graffiti, elas trazem a reflexão de que assim como a argila, também é possível moldar a vida.

Os artistas são jovens de 15 a 17 anos que desde Agosto de 2021, vem desenvolvendo um trabalho de expressão e crítica através do projeto Arte Educação, transformando o cotidiano cinza em cores e formas que trazem sentido à realidade, e tornando o Centro de Referência de Assistência Social da Zona Norte um lugar acolhedor e de fomento das potencialidades artísticas de diversos adolescentes.  O projeto completa dois anos sob gestão da Associação Londrinense de Circo e tem gerado diversos impactos positivos nas camadas que atua, para conhecer um pouco mais é possível acompanhar os trabalhos desenvolvidos na rede social @circolondrina ou no site https://circolondrina.org/.

A exposição ocorrerá nos dias 19 e 20 de Novembro no Sesc Cadeião, localizado na rua Sergipe, nº 52, centro da Cidade, onde será possível sentir cada obra criada através das telas que variam de tamanho, temática e cores. A história de cada participante do projeto será contada a partir de entrevistas que ficarão disponíveis para escuta nos headphones instalados na exposição, tornando possível a aproximação da obra que é vista, através do artista que a criou.

Talyta Elen/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.