Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com um vasto currículo nos palcos, seja nos bastidores ou como artista em cena, a atriz e produtora Cynthia Margareth compartilha seus processos na produção, além de fazer um paralelo deste trabalho com as bases pessoais que a formam como profissional e cidadã.

A programação de outubro do Palco Virtualtraz no recorte Adulto um olhar para o que está por trás das produções levadas ao palco. Em 4, 5, 4, 3 ...Um Passo por Vez, a atriz e produtora Cynthia Margarethaborda a sua vasta experiência com a produção cultural, ação essencial para que atividades cheguem até o público.

Neste experimento audiovisual com ar documental,  que o Itaú Cultural disponibiliza das 15h do  dia 2às 13h59 do dia 30 (domingos) em seu canal no YouTubewww.youtube/itaucultural, ela traz à tona a sua origem como produtora. Ao mesmo tempo, revela como seu ofício está ancorado em sua vida pessoal, desdea menina que foi, assim como amãeque é e a mulher que deseja ser.

A partir desses pilares, a produtora se baseia na sua capacidade de articulação compessoas, ideias, sonhos e experiências vividas, para transformar essa bagagem em saber, método eação. Sem desvincular o ofício da vida pessoal, ela mostra como acredita que a vida deve ser celebrada e vivida a cadaconquista, assim como a cada engano, na intensidade e na confiança da queda.

O tempo de estrada da artistadá margem para tanto. Por 15 anos dedicou-se à coordenação de produção do LUME Teatro – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp),entre outros importantes trabalhos, como acoordenação geral do Feverestival– Festival Internacional de teatro de Campinas.

Cynthia também atua com foco na produção como eixo criativo, que impulsiona ações colaborativas, criaçãode redes, formação e coordenação de equipes de trabalho. Há 10 anos oferece ações ecapacitação em produção cultural, através de palestras, cursos, residências em produção eorganização de Seminários de Artes Cênicas.

Gestora cultural, atriz e fundadora da AFLORAR CULTURA, ela é também colaboradora do Festival Internacional de Máscaras do Cariri (FIMC) e bacharel em ArtesCênicas pela Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Em seu trabalho cultural, coordenou a produção de grandes projetos da idealização à implementação, por meio de editais, leis de incentivo, parcerias institucionais e financiamentos independentes. Cynthiageriu e orientou setefestivais do Artes do Brasil, além de coordenar a realização de Seminários e Fóruns sobre Festivais como a realização do Seminário de Internacionalização das Artes Cênicas Brasileiras na Mostra Internacional de Teatro de São Paulo (MITsp).

Antes da produção, seu foco era a atuação, desde os nove anos de idade. Participou de cursos, atuou em 15espetáculos e, após se formar em artes cênicas na UEL, foi convidada para residir e seguiras pesquisas de teatro físico na Itália, onde morou em 2004, trabalhando no Teatro Potlach, na cidade de Fara Sabina.

Outros palcos

Em outubro, mês dedicado às crianças, oPalco Virtual traz, ainda, outras duas programações, para os pequenos assistirem junto da família. Uma é a websérieParafusos, do coletivo paulista NúcleoAtômico, em três narrativas cruzadas com trajetórias que se apertam e se afrouxam nafluência da vida. Outra, no recorteAncestralidades, exibeOlha o Olho dos Meninos, espetáculo do grupo cearense Bricoleiros, com marionetes debonecos negros que representam duas crianças em uma história bem-humorada sobrementiras e família.

Larissa Corrêa/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.