Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

As disputas da primeira etapa serão realizadas em Arapongas nos dias 15, 16 e 17, no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) Prof. Maurinho Cassitas

Nos dias 15, 16 e 17, o time recém-formado da Liga Metropolitana de Futsal de Londrina (LMFS) irá estrear na 1ª etapa do Campeonato Paranaense de Futsal Sub-17. Nesta edição, a competição de categoria de base, promovida pela Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS), será sediada na cidade de Arapongas.

A equipe londrinense, que integra o Grupo J do campeonato, irá enfrentar o Sarandi Futsal na sexta (15), às 19h. No sábado (16), às 16h15, o desafio será diante do time do Arapongas Futsal. Por fim, no domingo (17), às 9h30, o time adversário será o Siqueira Campos Futsal. Todas as disputadas serão realizadas no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) Prof. Maurinho Cassitas.

Este time da LMFS Londrina surgiu para contemplar talentos que passaram pelas categorias menores, começando desde o sub-7. Para formar o elenco, os jogadores participaram de uma seletiva, a fim de avaliar o desempenho de cada um, realizada no dia 28 de fevereiro no Colégio e Anglo Londrinense pela Comissão Técnica, comandada pelos professores Lincoln Kato, como técnico, e Michel Fernando, como auxiliar técnico. Os aprovados na seletiva integraram a equipe, mas continuam disputando a competição da Liga Metropolitana por seus respectivos times.

De acordo com o coordenador da Liga Metropolitana de Futsal de Londrina , Luís Milan, o projeto possui profissionais muito experientes envolvidos, empenhados em promover competições de qualidade na cidade, e a equipe sub-17, uma novidade, terá oportunidade de disputar um torneio estadual. “Sabemos que a categoria Sub-17 do Campeonato Paranaense é dificílima, no entanto, entramos para dar trabalho aos demais times e buscar as posições mais altas da tabela”, contou, acrescentando que os treinamentos da equipe masculina para a competição estão intensos e vêm ocorrendo no período noturno.

O presidente da Liga Metropolitana de Londrina, Marco Antônio Parazi, conta que a iniciativa foi criada para aproveitar os vários talentos que passam pelas categorias menores. “É preciso dar uma oportunidade para esses jovens atletas para que eles continuem jogando. É um desafio para a nossa diretoria e vamos dar total suporte para a comissão técnica”, afirmou.

No dia 29 de fevereiro a FPFS divulgou os grupamentos do Campeonato Paranaense Sub-17 e apontou que houve um recorde de equipes inscritas. Ao todo, são seis fases de competição onde 47 equipes, divididas em grupos, irão disputar o título do Campeonato.

Liga Metropolitana de Futsal de Londrina – A associação sem fins lucrativos de direito privado, formada em 7 de março de 2004 pelo histórico e prestigiado Osmar Obuti, que presidiu a entidade até o seu falecimento, em 2019, busca promover a prática do futsal por meio de competições no âmbito metropolitano e regional em diversas categorias.

A iniciativa, atualmente dirigida por Marco Antônio Parazi, trabalha para contribuir com o desenvolvimento da modalidade e sua disseminação na comunidade esportiva, bem como atender aos interesses públicos de relevância esportiva, social e educacional. Ainda visa impulsionar o desenvolvimento integral dos participantes.

Em seu quadro de filiados, além dos clubes e associações esportivas de Londrina e região, a Liga possui diversas prefeituras de municípios vizinhos que também participam das competições, somando mais de 3 mil participantes. Segundo o coordenador da Liga Metropolitana de Futsal de Londrina, Luís Milan, a Liga Metropolitana teve um aumento de 15% no número de equipes inscritas de 2023 para 2024 e continua os trabalhos para agregar novas parcerias e buscar novos patrocinadores.

Luiza Arlindo/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.