Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

No último domingo (28), 22 atletas foram escolhidas para a segunda fase do processo; seleção será concluída no dia 9 de fevereiro

Com o objetivo de integrar a equipe feminina de futebol de campo do Londrina Esporte Clube/Associação Esportiva Tsuru Oguido, 75 meninas de 35 cidades participaram, no último domingo (28), de uma seletiva realizada pelo time. A iniciativa visa trazer novas atletas para compor os times de base, nas categorias sub-15, sub-17 e sub-20.

A primeira fase da seleção aconteceu no campo de futebol da Bratac Seda, localizado na avenida Brasília, 1.075, Rodocentro. Ao final dessa etapa, foram pré-selecionadas 22 meninas, de diversas localidades como Apucarana, Conselheiro Mairinck, Ibaiti, Dourados (MT), Guaraci (SP) e Itaporã (MS), entre outros municípios.

Na sequência, o grupo foi dividido para a realização das próximas atividades do processo seletivo. Enquanto algumas atletas participaram dos testes entre os dias 29 de janeiro e 2 de fevereiro, as demais jogadoras cumprirão essa etapa entre os dias 5 e 9 de fevereiro.

O resultado oficial do processo seletivo será divulgado nas redes sociais da equipe na próxima sexta-feira (9). Na primeira fase do processo, foram aplicados treinos técnicos e jogos adaptados, com foco em práticas com campo reduzido, a fim de observar a qualidade e o comportamento das atletas, nascidas nos anos de 2006, 2007, 2008 e 2009.

Segundo o treinador da equipe sub-17 do LEC/Tsuru Oguido, Johnny Gonçalves, durante a segunda fase da seletiva, as meninas treinam com a equipe principal, composta pelo elenco de atletas que estiveram em atividade na temporada passada. O propósito dessa dinâmica é observar, com mais exatidão, o nível técnico das jogadoras. Além disso, o comportamento em grupo dentro de campo, a socialização dentro do alojamento e a relação com as outras integrantes também são considerados.

Gonçalves destacou que o processo seletivo é importante, pois possibilita captar meninas que estão à procura de uma oportunidade no mercado do futebol, e o projeto da equipe tem essa característica de formação de atletas.

“As meninas que chegam até nós apresentam um bom nível técnico, mas que precisa ser trabalhado. Elas precisam ser orientadas e lapidadas e, pensando nisso, o projeto acrescenta muito à formação dessas meninas. Consequentemente, é uma oportunidade para as atletas mostrarem seus talentos, pois elas estarão participando e representando um clube de futebol em competições oficiais em que, com certeza, a visibilidade vai ser um fator importante e proporcionará novas possibilidades. Acredito que é uma situação muito favorável tanto para nós, como equipe, que nos fortalecemos, quanto para as meninas que estão entrando no mercado do futebol feminino”, salientou Gonçalves.

LEC feminino

O projeto do time feminino de futebol, conduzido por meio de parceria entre o Londrina Esporte Clube (LEC) e a Associação Esportiva Tsuru, é uma das iniciativas que vêm recebendo recursos, nos últimos anos, por meio do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (Feipe). Mantido pela Prefeitura de Londrina, o Feipe é gerido pela Fundação de Esportes (FEL).

A equipe já existe há 11 anos, e mantém parceria com o LEC desde 2019. Nos últimos anos, o Londrina foi campeão sete vezes do campeonato Bom de Bola, que era a única competição feminina do Paraná até então (o Paranaense sub-17 está apenas em sua segunda edição). No Bom de Bola, o LEC venceu em 2013 e 2014 com a categoria sub-14, e em 2016, 2017, 2018, 2019 e 2022, com o sub-17.

Luiza Arlindo/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.