Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Equipe alviceleste superou a campanha do ano anterior, quando ficou na 4ª posição; Tubarão celebra ano de resultados positivos com atletas na seleção brasileira

Com o encerramento da Liga Feminina de Futsal (LFF) 2023, no último fim de semana, o time do Londrina Futsal teve a confirmação oficial de sua 3ª colocação no campeonato nacional de clubes. No pódio da competição, realizada pela segunda vez, o Tubarão das quadras conseguiu melhorar sua campanha em comparação à edição 2022, quando a equipe ficou em 4º lugar.

Após se classificarem em terceiro na primeira fase da LFF, as londrinenses venceram o São José (SP) nas quartas de final. Na fase semifinal, foram paradas apenas pelo Stein/Cascavel (PR), que acabou ficando com o título, faturando o bicampeonato após bater o Taboão da Serra (SP).

No total, 12 times participaram da Liga 2023. Na fase classificatória, o Londrina Futsal jogou 11 vezes, conseguindo seis resultados positivos, além de dois empates e três derrotas, somando 20 pontos.

Computando mais os quatro confrontos eliminatórios posteriores, nos mata-matas das quartas e semifinais, o LEC atuou 15 vezes pela Liga e conquistou sete vitórias, tendo três empates e cinco derrotas. Ao todo, a equipe alviceleste fez 32 gols contra 35 sofridos. A fixa Bruna foi a artilheira do time marcando 10 gols. Dany fez seis gols, e as atletas Glória e Gabi Amorim levaram a bola às redes em cinco ocasiões. Vanessa Leal e Jamilly fecham a lista com dois e um gol, respectivamente.

Representando Londrina em nível estadual, nacional e até internacional, o Tubarão chegou longe e ficou entre as melhores equipes em todos os campeonatos que disputou na temporada 2023. O time ficou na 3ª colocação da Taça Brasil, em 3º lugar na Liga Feminina de Futsal, na 4ª posição do Campeonato Paranaense, além de encerrar em 5º na Copa Mundo.

A treinadora Jayne Borim destacou o bom desempenho do Londrina em 2023, o alto nível de competitividade do elenco e o alcance de metas traçadas no início da temporada. “No começo do ano fazemos um balanço do desempenho no último ciclo e um planejamento para a trajetória seguinte, levando em conta a estrutura disponível, a montagem do elenco e vendo o nível dos outros times. Em 2023, conseguimos manter a base do time de 2022, e isso foi fundamental para uma campanha boa, proporcionando condições de nos mantermos entre as quatro primeiras colocadas em todas as competições estaduais e nacionais disputadas. Manter o nível e continuar entre as quatro melhores na Liga Feminina é muito difícil, já que existem times com maior poder financeiro e estruturas mais completas, por exemplo. Ainda assim, conseguimos um excelente terceiro lugar, superando a campanha anterior e ficando atrás apenas das campeãs do Cascavel e o Taboão da Serra, duas grandes potências da modalidade”, comentou.

Borim salientou que o Campeonato Paranaense também é hoje uma referência nacional, entre os torneios estaduais mais difíceis do Brasil. “Das 12 equipes da Liga Nacional 2023, cinco são paranaenses, o que mostra a dificuldade da competição e a relevância de estarmos entre as quatro melhores novamente. Temos pela frente ainda mais competições no encerramento de 2023, e todo este trabalho bom e sólido que vem sendo feito coloca o nome da cidade de Londrina entre as potências do futsal feminino, o que nos dá orgulho e abastece a motivação para os próximos passos”, disse.

Neste ano, o Londrina ainda compete com o time adulto nos Jogos Abertos do Paraná (JAPs), em que disputa a semifinal neste sábado (25) contra o Marechal Cândido Rondon. Nas categorias de base, o Sub-20 está nas quartas de final do Campeonato Paranaense e enfrentará o Paranavaí duas vezes na próxima semana, com jogos na segunda-feira (27) e terça-feira (28), ambas em Londrina. Já as meninas do time Sub-13 estão no quadrangular final do Paranaense.

Atletas na seleção brasileira

Uma boa novidade na reta final da atual temporada, é que a fixa Bruna e ala Dany, destaques do clube, foram convocadas para defender a seleção brasileira em dois jogos amistosos contra a Colômbia, nos dias 1º e 3 de dezembro. As jogadoras estão na lista do técnico Wilson Sabóia, divulgada na última semana.

Bruna faz mais uma excelente temporada e é a atual artilheira do Londrina Futsal em 2023, tendo anotado até agora 31 gols. Essa é a sua segunda chamada para a seleção, cuja camisa vestiu durante o Torneio Internacional de Xanxerê, disputado em abril deste ano. Natural de Guarani das Missões (RS), ela tem 24 anos e está no time londrinense há cinco anos. Em 2022, Bruna foi artilheira com 17 gols e eleita a craque da Liga Feminina de Futsal (LFF).

Por sua vez, a ala Dany está sendo convocada pela primeira vez pelo time adulto do Brasil. Em 2022, ela disputou o Sul-Americano sub-20. Na temporada atual, Dany tem 23 gols pelo time adulto e mais nove no Paranaense sub-20, no qual o LEC ainda disputa a semifinal. Com 19 anos de idade, natural de Apucarana (PR), a ala joga pelo futsal do Londrina desde 2018. Na temporada anterior, a jogadora foi escolhida como revelação da LFF.

A técnica do time, Jayne Borim, celebrou a convocação das atletas, coroando a excelente temporada que estão realizando pelo Londrina. “É uma felicidade enorme ver elas podendo vestir a camisa da seleção brasileira novamente. No segundo semestre de 2022, tive a honra de compor a comissão técnica da seleção sub-20, que foi campeã sul-americana, com a participação das nossas jogadoras Dany e Fernandinha. Depois, a Bruna foi convocada em etapa preparatória do Brasil no time adulto, e agora fechando o ano de 2023 temos a Bruna e a Dany na seleção principal que disputará dois amistosos contra a Colômbia”, comemorou.

Renan Oliveira/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.