Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Prédio na região leste, onde funcionava o antigo CRAS Leste, tem mais de 600 m² de área e será utilizado pela entidade sem fins lucrativos

A  Associação dos Deficientes Visuais de Londrina e Região (Adevilon) recebeu um presente de Natal antecipado neste fim de 2023, conquistando um local mais adequado para poder estabelecer sua sede própria e realizar suas atividades. Isso porque a Prefeitura de Londrina oficializou, na sexta-feira (22), a permissão de uso de um imóvel pertencente ao Município a esta instituição filantrópica. O prefeito Marcelo Belinati se reuniu, em seu gabinete, com o presidente da Adevilon, Nilton Martins dos Santos, e outros membros do órgão para a assinatura do Decreto nº 1.669, que determina a cessão do imóvel. O documento poderá ser acessado na edição de hoje do Jornal Oficial do Município (nº 5.077).

O imóvel tem área de 605 m² e fica localizado na avenida das Laranjeiras, 2.133, Jardim Marabá, região leste, prédio onde funcionava o antigo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Leste. Este espaço, desativado há mais de seis anos, fica cedido por tempo indeterminado à Adevilon, que, atualmente, funciona em salas no Terminal Rodoviário, também com permissão da Prefeitura.

Segundo o prefeito Marcelo Belinati, o aval de uso de uma construção já existente e mais ampla facilita os trabalhos da Adevilon. “Agora está na lei, é oficial que o prédio poderá ser utilizado pela Adevilon, que realiza um grandioso e importante trabalho na cidade em prol das pessoas com deficiência visual. É um grande avanço para que eles, por quem tenho enorme respeito e admiração, consigam concretizar sua sede própria. Representa uma conquista merecida e que vem para coroar este ano de 2023”, disse.

O presidente da Adevilon, Nilton Martins dos Santos, que está à frente da associação há 11 anos, desde 2012, comemorou a oficialização da cessão do prédio. “Estamos há oito anos atuando nas salas do Terminal Rodoviário, mas precisávamos de um local mais apropriado para trabalhar. Temos hoje cerca de 400 associados em Londrina e região, e o prefeito Marcelo sempre foi muito sensível para nos ajudar, sempre esteve aberto e nos deu atenção nos diálogos. Esse momento é muito importante para nós e vamos buscar reformar esse imóvel que nos foi cedido”, afirmou.

O vereador e líder do Executivo na Câmara Municipal, Eduardo Tominaga, também esteve no encontro com os representantes da Adevilon. “Sabemos da luta e estrada que essa associação tem em Londrina e ficamos felizes em poder ver concretizada essa permissão de uso feita pelo prefeito Marcelo Belinati. Parabenizo a todos da organização que defende os direitos das pessoas com deficiência visual e terão a oportunidade de continuar evoluindo em todos os seus processos”, frisou.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.