Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento integra o projeto “A Umbanda na Terra do Café: entre Trajetórias e Histórias para Construção da Tolerância”; iniciativa conta com patrocínio do Promic

O Centro de Educação Profissional (ceep) Professora Maria do Rosário Castaldi, localizado na zona oeste de Londrina, será a primeira instituição pública de ensino a participar dos debates do projeto “A Umbanda na Terra do Café: entre Trajetórias e Histórias para Construção da Tolerância”. O evento acontece nesta segunda (4), às 16 horas, e é destinado aos alunos do CCEP Castaldi. Não será aberto à comunidade externa.

Participam do debate a professora e doutora em Letras Silvana Rodrigues Quintilhano, que atua também na Educação das Relações Étnico-Raciais, Estudos Culturais e Africanidades; e o estudante Pedro Henrique Rejan de Oliveira.

A mediação será feita por Fábio Lanza, graduado em Ciências Sociais, com mestrado em História e doutorado em Ciências Sociais. Ele atua como professor do Departamento de Ciências Sociais, da graduação, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia (mestrado), e da Especialização em Religiões e Religiosidades na UEL.

A produtora cultural e coordenadora-geral do projeto ”A Umbanda na Terra do Café”, Chris Vianna, antecipa que são boas as expectativas para esse primeiro encontro com os alunos da rede estadual. “Acreditamos que a construção da tolerância religiosa se faz, sobretudo, através de informações. É muito importante estimular a formação cidadã a respeito da Umbanda”, acrescentou.

O projeto tem patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). E o debate nas escolas públicas de Londrina é um dos pontos principais da iniciativa. As unidades escolares foram selecionadas através de edital, que contempla inscrições de instituições com alunos matriculados no Ensino médio, nas cinco regiões da cidade.

Outras escolas com alunos do Ensino Médio podem ser inscrever para a realização do debate, a partir de novembro, com data a ser definida. O contato deve ser feito pelo e-mail: umbandanaterradocafe@gmail.com.

Para efetuar a inscrição, é necessário que, na mensagem, seja informado o nome do responsável e função na unidade escolar. Além disso, é preciso constar o endereço completo, telefone de contato e ainda a indicação do mais recente Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) da instituição. Datas e horários serão previamente agendado, em comum acordo.

Debates, livro e documentário

“A Umbanda na Terra do Café: entre Trajetórias e Histórias para Construção da Tolerância” é uma realização da Atrito Arte Artistas e Produtores Associados (AARPA), que firmou parceria com o Laboratório de Estudos sobre Religiões e Religiosidades (LERR) /Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH).

Além dos debates nas escolas, o projeto “A Umbanda na Terra do Café” compreende a publicação de um livro com textos do escritor e dramaturgo londrinense, Maurício Arruda Mendonça, fotos de Yashiro Yamasu, além da produção de um documentário sob direção do cineasta Carlos Fofaun.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.