Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Novo pátio de formatura está sendo construído no local onde hoje fica um campo de futebol; unidade será readequada em decorrência das obras de expansão do Aeroporto de Londrina

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), iniciou, na terça-feira (20), a construção de uma área pavimentada no Tiro de Guerra (TG) de Londrina. Situada no espaço onde hoje fica um campo de futebol, a estrutura abrigará o novo pátio de formatura da unidade.

Executada pelas equipes próprias da SMOP, a intervenção é a primeira etapa de uma série de obras. Essas ações adaptarão o Tiro de Guerra para que a unidade possa continuar suas atividades, mesmo com a cessão de parte do terreno onde está localizada para as obras de expansão do Aeroporto de Londrina.

A previsão é que a construção do pátio seja concluída já na primeira semana de março, para recepcionar os atiradores que farão seu serviço militar em 2024. Entre outros usos, o espaço será destinado a atividades de instrução militar e solenidades. No momento, as equipes do Município efetuam a remoção do gramado e preparação do solo para a implantação da nova área.

A reforma faz parte de um projeto mais abrangente, que está sendo elaborado, de forma voluntária, por rotarianos da cidade, sob orientação da arquiteta Taliana Cabrera, integrante do Rotary Clube Londrina – Higienópolis. Posteriormente, a Prefeitura conduzirá licitações voltadas à contratação das empresas que ficarão responsáveis pelas etapas subsequentes da revitalização.

O instrutor-chefe do Tiro de Guerra de Londrina, subtenente André Marinho Ferreira, frisou que a colaboração da Prefeitura é essencial para a manutenção das atividades da unidade. “O Tiro de Guerra de Londrina funciona através de uma parceria entre a Prefeitura e a 5ª Região Militar do Exército Brasileiro. Enquanto o Exército é responsável por fornecer os instrutores, fardamento, armamento e munição, o Município é o proprietário do terreno, mantém a infraestrutura física da unidade e fornece materiais de escritório de uso cotidiano. Por isso, a atuação da administração municipal é fundamental para viabilizar as atividades do Tiro de Guerra em Londrina”, salientou.

Intervenções previstas

O projeto manterá dois barracões existentes no local, sendo um deles utilizado para atividades administrativas e o outro para procedimentos de instrução militar e armazenamento de equipamentos. Além disso, entre as intervenções previstas, está a demolição de duas residências de instrutores, localizadas próximo ao estacionamento da unidade. Uma nova casa será construída em outro ponto do terreno, mais distante da área por onde passará a nova cerca do Aeroporto.

Outra alteração significativa será a mudança do portão de entrada do Tiro de Guerra, que atualmente fica na Avenida Salgado Filho, e será transferido para a Rua Lázaro Zamenhof. Já o atual estacionamento da unidade também será readequado e colocado em outro ponto.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.