Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ações das bibliotecas públicas municipais de Londrina alcançaram grande parte da população, promovendo a disseminação da cultura e a transformação social

Em 2023, a Diretoria de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina (SMC) efetuou atendimentos que alcançaram grande parte da população londrinense. No total, as ações promovidas pela rede de bibliotecas contemplaram 163.169 usuários. O número é muito expressivo quando se considera que a meta da Secretaria Municipal de Cultura durante o ano de 2023, para todas as suas quatro diretorias em conjunto, era atingir a marca de 220 mil atendimentos.

Os eventos culturais e literários realizados presencialmente pelas bibliotecas que integram a rede alcançaram 11.773 pessoas. Dentre todas as unidades, a Biblioteca Pública Municipal Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, no Centro, foi a que atendeu o maior número de usuários dessa forma, com 6.569 atendimentos efetuados através de eventos.

Na sequência, estão a Biblioteca Pública Infantil (3.779), a Biblioteca Municipal Eugênia Monfranati – Região Sul (925), a Biblioteca Padre Adelino de Carli – Ramal Vila Nova (329) e a Biblioteca do Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU (131).

Os eventos realizados pelas unidades incluem exposições artísticas, contações de histórias, oficinas artísticas e debates sobre livros, conduzidos através de projetos como o “Toda Quinta tem História”, “Literatura na Biblioteca” e “Quartas Criativas”, entre outros.

Em relação aos atendimentos realizados nos balcões de empréstimos das bibliotecas, foram contabilizados 46.002 procedimentos em seis unidades, entre empréstimos (22.348), devoluções (22.045) e cadastros (1.609). O espaço mais popular entre os londrinenses em 2023 foi a Biblioteca Pública Infantil, com 20.401 atendimentos, seguida pelas bibliotecas Professor Pedro Viriato Parigot de Souza (18.965), Padre Adelino de Carli (3.747), Lupércio Luppi (1.304), Eugênia Monfranati (1.303) e pela Biblioteca do CEU (282).

Além das atividades presenciais, as bibliotecas de Londrina também atendem o público através de plataformas on-line e das mídias sociais. O sistema Sophia, que é utilizado para consultas aos acervos das unidades que fazem parte da rede, contabilizou 47.899 atendimentos, sendo 32.536 nos terminais de consulta das bibliotecas e 15.363 através da web.

Já nas redes sociais, os perfis da rede de bibliotecas municipais registraram um alcance total de 57.535 visualizações.

Transformação social – A diretora de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura (SMC), Leda Araújo, frisou que o órgão realiza diversos projetos e ações que têm um grande impacto social.

Entre essas iniciativas, está o projeto ‘Escuta Humanizada’, iniciado em 2023, que envolve diversos parceiros atuantes de forma voluntária, incluindo profissionais da psicologia. Através dessa ação, todas as quartas-feiras de manhã, a Biblioteca Pública Municipal Professor Pedro Viriato Parigot de Souza promove um café da manhã e um momento de escuta para pessoas em situação de rua. Assim, os participantes têm a oportunidade de conversar, trocar experiências e expor as necessidades e dificuldades que enfrentam.

“Muitos participantes vão até lá porque se sentem seguros e acolhidos, e porque têm a chance de ser ouvidos, e isso aumenta a motivação dessas pessoas. Duas delas já foram encaminhadas para empregos, e uma foi aprovada no vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Por isso, temos muito carinho pelo projeto ‘Escuta Humanizada’, e vamos dar continuidade a ele em 2024”, afirmou Araújo.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.