Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Eles voltaram hoje às aulas nas escolas municipais, CMEIs e CEIs, e receberam kits escolares contendo uniformes e materiais, incluindo mochilas

Cerca de 46 mil estudantes voltaram às aulas na rede municipal de ensino em Londrina ontem (5), após o período das férias escolares. O prefeito Marcelo Belinati e a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, acompanharam o início do ano letivo de 2024 na Escola Municipal Anita Garibaldi.

Voltaram às aulas, todos os alunos das 88 escolas municipais, 33 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e 60 Centros de Educação Infantil (CEI) filantrópicos conveniados com a Prefeitura. Os pais e responsáveis pelas crianças já podem retirar os kits escolares contendo uniformes e materiais, integralmente disponibilizados pelo próprio Município e contemplando todas as crianças matriculadas.

Este ano, a grande novidade é entrega das mochilas. O kit inclui, ainda, uniformes, agenda escolar, bloco de desenho, cola líquida, giz de cera, pasta escolar, tinta guache, estojo, mochila, caderno, lápis preto, lápis de cor, massinha de modelar, papel sulfite, pincel, caneta, régua, borracha, apontador, entre outros.

O prefeito Marcelo Belinati enfatizou estar muito feliz com todas as conquistas da rede municipal de educação e disse que a educação de Londrina é modelo para o Brasil. “Isso me deixa muito feliz, porque estamos valorizando o que existe de mais importante, que são os nossos filhos. Antes de ingressar na gestão da Prefeitura, visitei uma escola e a merenda que estava sendo servida na época era bolacha de sal e suco artificial. Saí de lá com a cabeça fervendo, porque sei que há crianças que só tem o que comer na escola. Hoje temos uma das melhores merendas do Brasil, em Londrina, orientada por nutricionistas”, afirmou.

Marcelo também lembrou das diversas melhorias implantadas ao longo de sua gestão, como a volta do fornecimento do uniforme escolar, após um período de 10 anos sem oferta, e a entrega do material escolar, inclusive com o fornecimento de mochilas, contribuindo com a economia das famílias, já que a lista de material escolar pesa nas despesas familiares. “Fizemos a reforma dos prédios das escolas, CMEIs e incluímos os CEIs filantrópicos, pela primeira vez; construímos diversas novas escolas e creches, que vão chegar a 30, ampliamos muitas salas de aula, fizemos a adequação das unidades para proporcionar maior segurança, contratamos psicológicos, investimos no processo de qualificação dos professores e na contratação de novos professores, entre outras inúmeras melhorias nessa área”, disse.

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, informou que todos os alunos da rede iniciam o ano letivo no mesmo dia, inclusive os da zona rural. “As crianças chegam na escola e contam com uma estrutura adequada, bem cuidada e colorida. Os inspetores escolares começarão o trabalho no dia 22 de fevereiro e, antes disso, a partir do dia 15, participarão de uma atividade de formação. Isso será muito bom, pois eles vão controlar a entrada e saída das pessoas e alunos, o que dará um alívio para a equipe gestora e professores, contribuindo para a segurança dos alunos”, apontou.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.