Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividades neste local iniciarão em 4 de março; aulas são gratuitas, de segunda a quinta-feira, no período da tarde

O projeto Educação de Jovens e Adultos (EJA) está com matrículas abertas para pessoas com 60 anos ou mais, atendidas pelo Centro de Convivência da Pessoa Idosa “Benedito Camargo Sobrinho” (CCI) da Região Oeste. As aulas são gratuitas e irão ocorrer na própria sede do CCI, localizada na rua Serra Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes. As atividades serão realizadas de segunda a quinta-feira, das 14h às 17h, com início no dia 4 de março.

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 10 vagas e as inscrições podem ser feitas pessoalmente, ou pelo telefone do CCI Oeste: 3375-0334.

Nesse espaço, as aulas ocorrem desde o ano passado com uma turma matutina. A ministrante é uma professora da Escola Municipal Nina Gardemann, e as aulas são iguais às que o programa de ensino tradicionalmente oferece nas unidades escolares de Londrina.

Como aponta a coordenadora da Educação de Jovens e Adultos (EJA) em Londrina, Dilceia Cardoso de Lima, voltar com o projeto para locais como os CCIs é importante, já que muitos dos idosos contemplados não sabem ler nem escrever, e podem aproveitar essa oportunidade.

Essa ideia é reforçada pela coordenadora do CCI Oeste Rosely Sonoda, que enxerga nessa iniciativa um grande facilitador para que idosos voltem a estudar, uma vez que muitos já possuem vínculo com os CCIs em outras ações mas não participaram do EJA. “Observamos a oferta do EJA no CCI como uma chance boa de retomar os estudos, sendo algo muito esperado por eles, que se dedicam bastante às atividades”, pontuou.

Divina Francisca da Silva, 73 anos, é uma das pessoas contempladas pelas aulas no espaço do CCI Oeste. Ela participou, em 2023, durante três meses e agora retorna para continuar nas aulas, demonstrando motivação. “Essa experiência tem sido um ponto positivo em minha vida, algo muito bom e que traz apenas benefícios”, contou sobre a EJA, que cumpre o Artigo 21 do Estatuto do Idoso, criando oportunidade de acesso à educação para a pessoa idosa.

Gabriel Navas/NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.