Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Residencial possui 160 unidades e a concessão do recurso estadual para o valor de entrada foi para famílias com renda de até três salários mínimos. A iniciativa está dentro do programa Casa Fácil, da Cohapar.

O Governo do Estado entregou na terça-feira (19) as chaves de 97 apartamentos do Residencial Lago di Marbella, em Londrina, no Norte do Estado. Por meio do programa Casa Fácil Paraná, a Cohapar investiu R$ 1,4 milhão para que cada mutuário fosse beneficiado com R$ 15 mil de entrada em seu imóvel. Além desse subsídio, os compradores também foram contemplados com descontos variáveis, conforme a renda, através do programa Minha Casa, Minha Vida. A obra é uma parceria entre o Governo do Paraná, Caixa Econômica Federal e construtora MRV.

O prédio possui o total de 160 unidades. Os apartamentos possuem três modelos arquitetônicos, com tamanhos de 40,83 m², 43,54 m² e 50,71 m², divididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. O residencial tem área de lazer completa, com piscina, área infantil e salão de festas e conta com infraestrutura já consolidada em toda região. O financiamento do saldo pode ser feito em até 360 meses e as prestações variam entre R$ 363 a R$ 1.032.

A concessão do recurso estadual para abatimento do valor de entrada foi destinado a famílias com renda de até três salários mínimos. Além do critério financeiro, para ter acesso ao valor de entrada os beneficiários não podem possuir casa própria nem ter participado de outros programas habitacionais anteriormente. A aprovação do benefício está sujeita à negociação das condições de compra com a construtora responsável pela obra e à aprovação de crédito junto à Caixa Econômica Federal.

Para Luciano Lucas Silva Alencar, alinhador de pneus, de 31 anos, receber as chaves do imóvel foi uma sensação única – ainda mais pela data, às vésperas do Natal. Segundo ele e a esposa, Poliana Tamires Rocha Alencar, o benefício concedido pela Cohapar fez uma diferença muito grande e sem essa ajuda a conquista não teria sido possível.

“Quando falaram o valor de entrada, a gente não via condições, porque temos filhos e era muita coisa. Mas tivemos os descontos do governo e deu tudo muito certo. As crianças estão muito ansiosas. Por elas, já mudamos aqui para o apartamento amanhã”, disse Poliana.

Já para o casal Rosana Beatriz Nunes e Victor Hugo Sander, ter um imóvel próprio sempre foi o objetivo para quando se casassem. Mas o sonho parecia tão distante da realidade e alugar também não cabia no orçamento. Por isso o subsídio do programa Casa Fácil Paraná foi essencial para que o casal realizasse o sonho.

“Começamos a buscar despretensiosamente e nos deparamos com o subsídio da Cohapar e condições facilitadas para pagar a entrada. Esse recurso do governo, esse apartamento, foram uma bênção”, enfatizou Sander. “Tudo aconteceu por causa do subsídio. No início parecia impossível, mas veio esse incentivo e as possibilidades foram se abrindo. Quando vimos, já estávamos com a documentação toda assinada e agora até com os móveis encaminhados para podermos nos mudar. Eu ainda nem acredito”, complementou Rosana.

Parceria

O investimento total no empreendimento foi de R$ 28 milhões, dos quais R$ 1,4 milhão em subsídios do Governo do Paraná repassados às famílias. A MRV foi responsável pela execução das obras do residencial. As 160 unidades habitacionais foram construídas com foco na sustentabilidade, na qualidade de vida e conforto dos moradores. A Cohapar atuou como intermediadora no processo, coordenando as ações entre as instituições parceiras e garantindo que em todas as etapas do empreendimento fossem cumpridas de acordo com as normas vigentes.

AEN

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.