Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Queiroga esteve na unidade para uma solenidade de agradecimento ao Ministério da Saúde, que destinou 35 leitos de UTI ao HU em 2020; prefeito Marcelo participou da cerimônia

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, visitou, ontem (3), o Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina (HU-UEL). Na ocasião, Queiroga participou de uma solenidade de agradecimento ao governo federal pela destinação de 35 leitos de UTI à unidade, em 2020, para o enfrentamento à pandemia de Covid-19. Pela manhã, o ministro havia visitado o Hospital do Câncer de Londrina, onde anunciou o repasse de R$ 11 milhões para a unidade (leia mais aqui).

Realizada no Anfiteatro do HU, a cerimônia contou com a presença do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati; da deputada federal Luísa Canziani; do secretário de Estado da Saúde do Paraná, César Augusto Neves Luiz; do secretário municipal de Saúde, Felippe Machado; do reitor da UEL, Sérgio Carlos de Carvalho; e da diretora superintendente do HU, Vivian Feijó.

Também compareceram os vereadores Professora Sonia Gimenez e Eduardo, assim como outros gestores, servidores e trabalhadores da saúde.

No discurso que abriu o evento, a diretora superintendente do HU, Vivian Feijó, destacou a grandeza da unidade, mencionando que o Hospital Universitário tem impacto sobre 2,5 milhões de habitantes do Paraná, atendendo pacientes provenientes de 176 municípios de outras Regionais de Saúde. Feijó agradeceu ao governo federal pela destinação de 35 leitos ao hospital e acrescentou que, tendo trabalhado no HU desde 1999, essa é a primeira vez que recebeu a visita de um ministro na instituição.

“Durante a pandemia, o HU abraçou o desafio imposto pela Covid-19 e enfrentou essa crise sanitária com uma equipe engajada, habilitada e dedicada, desde o acolhimento até a reabilitação. Passamos de 294 para 431 leitos, e contamos com um apoio muito importante dos governos federal e estadual, assim como a parceria da Prefeitura, que foi crucial”, disse.

A diretora superintendente também apresentou ao ministro dois projetos de modernização do Hospital Universitário da UEL, requisitando um equipamento de ressonância magnética e a instalação de um laboratório de simulação cirúrgica.

Em sua fala, o ministro Queiroga salientou a importância da Universidade Estadual de Londrina e de seu Hospital Universitário, afirmando que a UEL é uma referência tanto na formação de profissionais de saúde quanto em inovação científica e tecnológica. “O trabalho das instituições de ensino e pesquisa é fundamental para que tenhamos um Sistema Único de Saúde (SUS) forte, resiliente e sustentável, e o acesso integral, gratuito e igualitário à saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Seguiremos trabalhando para viabilizar recursos e equipamentos que atendam às demandas do HU e do Município de Londrina, pois a cidade é um polo regional muito importante na área da saúde”, afirmou.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, disse que sente muito apreço e orgulho pelo HU, e contou que, durante seus estudos de medicina, foi o primeiro residente de ortopedia da unidade, descrevendo esse período como um tempo de grande aprendizado do ponto de vista humano e médico. “A pandemia destacou ainda mais a relevância do HU, que teve um papel crucial no enfrentamento da Covid-19, e a atuação de todos os seus profissionais deve ser reconhecida e valorizada, sejam eles médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, auxiliares administrativos e copeiros, entre tantos trabalhadores”, disse.

A deputada Luísa Canziani definiu a visita do ministro ao HU como uma ocasião histórica e especial, e afirmou que a sociedade reconhece a importância do hospital, acrescentando que a unidade faz a diferença no atendimento à população. “A UEL é um centro de excelência para a formação de profissionais e o desenvolvimento tecnológico. Porém, mais do que tudo, o HU é formado por pessoas que se esforçam ao máximo, todos os dias, para levar mais dignidade e qualidade de vida para os cidadãos de Londrina e região, e por isso merecem todo o nosso reconhecimento”, frisou.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.