Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alexa Chan e Sakshi Sharma, ambas estudantes da Universidade de Columbia (EUA), pesquisam as áreas de políticas para mulheres e relações internacionais

Como parte do programa Summer Fellowship, conduzido em parceria entre a Prefeitura de Londrina e a Universidade de Columbia, sediada em Nova York, duas estudantes residentes nos Estados Unidos – Alexa Chan e Sakshi Sharma – desenvolvem projetos voltados a oferecer soluções inovadoras para Londrina. Ambas realizam suas atividades remotamente, participando de reuniões semanais on-line com representantes de órgãos e secretarias municipais.

Natural de Nova York, Chan cursa bacharelado em Economia e Língua Italiana. Seu projeto de pesquisa, realizado em conjunto com a Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres (SMPM), tem como foco o empreendedorismo feminino e visa propor a criação de um banco de dados eletrônico com informações sobre empresas londrinenses de propriedade de mulheres. “O objetivo é incentivar o empreendedorismo feminino e também ampliar o número de empreendedoras mulheres que participam de licitações e firmam contratos com órgãos públicos”, explicou.

A estudante se disse animada por trabalhar em parceria com uma instituição governamental brasileira e pela oportunidade de obter experiência na formulação de políticas públicas, acrescentando que pretende desenvolver suas habilidades de escrita acadêmica e aprender mais sobre políticas para mulheres. “Tenho muito interesse na intersecção entre as áreas de empreendedorismo, direitos das mulheres e ações voltadas a promover a igualdade de gênero na economia. É a primeira vez que conduzo pesquisas sobre esse tema específico, então estou muito feliz por poder explorar esse assunto e ampliar meus conhecimentos”, afirmou.

De acordo com a secretária municipal de Políticas para Mulheres em exercício, Rosângela Teruel, o trabalho realizado por Chan está alinhado às prioridades da pasta, que incluem o apoio ao empreendedorismo feminino. “Achamos a proposta muito interessante, pois é uma forma inovadora de apoiar e potencializar a atuação e participação das mulheres empreendedoras na economia local, em consonância com vários projetos desenvolvidos nessa área pela Secretaria de Políticas para Mulheres. É uma satisfação poder contar com a participação de uma estudante internacional nessas discussões, pois isso traz perspectivas diferentes e contribui para a adoção de novas abordagens para as questões pertinentes ao nosso trabalho”, disse. 

Relações internacionais

Para a nepalesa Sakshi Sharma, que cursa mestrado em Serviço Social com foco em políticas internacionais, um dos principais atrativos do programa Summer Fellowship é a autonomia que os participantes têm para escolher os temas de suas pesquisas.

Conduzido em conjunto com a Secretaria Municipal de Governo (SMG), o projeto de Sharma abrange os vínculos de Londrina com suas cidades-irmãs, assim como outras iniciativas da Prefeitura no campo das relações internacionais. “Minha proposta é implementar em Londrina um órgão municipal voltado ao estabelecimento e gerenciamento de relações com as cidades-irmãs. Além disso, estamos buscando solidificar as conexões já existentes com as atuais cidades-irmãs de Londrina, por meio do planejamento de atividades como programas de intercâmbio cultural”, frisou.

A pesquisadora salientou que optou por esse tópico pois se interessa pelas áreas de política e diplomacia. “Meu foco acadêmico e profissional é em políticas assistenciais internacionais, por isso, participar desse programa tem me ajudado a aprender mais sobre essas áreas, assim como sobre os processos que envolvem diferentes países e setores do campo diplomático. Tem sido muito positivo para mim poder participar da formulação das políticas públicas da Prefeitura de Londrina, em parceria com vários servidores públicos que estão alinhados aos meus interesses e metas profissionais”, sublinhou.

Conforme a administradora da Secretaria Municipal de Governo, Liz Rodrigues, desde o ano passado a pasta vem empreendendo esforços para recuperar e fortalecer as relações internacionais de Londrina. Rodrigues afirmou que essas trocas de experiências contribuem para o desenvolvimento do município, além de tornar Londrina conhecida internacionalmente como uma possibilidade de investimentos e prosperidade.

“O regimento interno da Secretaria de Governo estabelece que, entre outras atribuições, compete à secretaria manter a interlocução com as cidades-irmãs, bem como atender e coordenar as relações internacionais do Município. Assim, o tema de pesquisa escolhido pela Sakshi é muito bem-vindo por nós, pois esse trabalho vai impactar diretamente na estruturação dos trabalhos a serem realizados e aprimorados pela Secretaria de Governo. Essa iniciativa também terá reflexos positivos em todos os órgãos da Administração que se envolvem nos projetos e ações de alcance internacional. Por isso, temos muita expectativa em relação a essa área, principalmente devido ao suporte que as relações internacionais trazem para o desenvolvimento econômico da cidade”, disse. 

Outros participantes

O programa Summer Fellowship é realizado pela Prefeitura de Londrina, através da Secretaria Municipal de Governo (SMG), em parceria com o pesquisador londrinense e Embaixador do Município, Pedro Arcain Riccetto. Tendo sido promovida no ano passado, a primeira edição da iniciativa contou com a participação, de forma remota, de dois estudantes da Universidade de Oxford, na Inglaterra.

Em 2022, quatro estudantes da Universidade de Columbia participam das atividades. Além de Chan e Sharma, a pesquisadora chinesa Hongyu Pan, que cursa bacharelado em Economia e História, atualmente se encontra em Londrina, conduzindo pesquisas em parceria com o Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel) (saiba mais). Anteriormente, entre 20 de junho e 7 de julho, o estudante de Desenvolvimento Sustentável Suleyman Ahmed também esteve na cidade, trabalhando em parceria com a Secretaria Municipal do Ambiente (Sema).

Contando com reuniões virtuais semanais, o programa Summer Fellowship envolve servidores da SMG, do Núcleo de Comunicação (NCom), do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF) e da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia (SMPOT). 

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.