Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ontem (14), a Prefeitura de Londrina entregou as obras de construção de duas capelas mortuárias da zona sul, edificadas na avenida Guilherme de Almeida, próxima à Praça da Juventude, no terreno em que funcionava a sede da antiga usina de asfalto do Pavilon. A obra, iniciada em abril de 2021, era uma reinvindicação antiga da comunidade e trará mais conforto para a população da região, que não terá que se deslocar para outros locais quando precisar fazer velórios.

O vice-prefeito, João Mendonça, representando o prefeito Marcelo Belinati, disse sentir gratidão pela entrega das capelas e ressaltou que a edificação é moderna, possui boa ventilação e claridade, podendo atender as necessidades da população. “Até o no final da vida temos o dever de proporcionar conforto e dignidade para as pessoas. Estas capelas são muito necessárias para a comunidade, por isso estamos muito contentes com esta entrega. Tudo isso foi possível graças a união de esforços entre as secretarias e servidores, como sempre acontece nesta administração”, apontou.

O superintendente da Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf), Péricles Deliberador, disse que a construção das novas capelas é muito importante para cidade, em especial para a comunidade da zona sul, visto que em toda a região havia disponível apenas uma capela mortuária, no Jardim União da Vitória. “Existia uma carência de capelas na zona sul, pois trata-se de uma região que possui grande densidade populacional. Quando necessário, as famílias realizavam velórios em igrejas e residências, ou até mesmo em outras capelas situadas em outras regiões. Agora, com esta nova capela, as famílias enlutadas, que perderam os seus entes queridos, terão mais conforto e comodidade para passar por este momento”, apontou.

O novo complexo possui área total construída de 276,94 m², em uma estrutura completa e moderna, com capacidade de realização de dois velórios simultâneos, pois conta com duas salas individualizadas para velórios, cada uma com área de copa, banheiros e área de convívio comum. A edificação também conta com uma área externa de acesso, com estacionamento, arborização e iluminação, condições de acessibilidade e sistema de alarme e monitoramento por câmeras, que é interligado, em tempo real, com a Guarda Municipal de Londrina. Além disso, há previsão de instalação de aparelhos de ar-condicionado, a fim de proporcionar ainda mais conforto para os usuários. O projeto arquitetônico foi feito pela Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação.

O investimento total da Prefeitura na construção da capela foi de R$ 957.665,75. A empresa responsável pelas obras, vencedora do processo licitatório, é a Construtora Regioli Ltda. A gestão da capela será feita pela Acesf. Ao todo, o órgão administra 21 capelas mortuárias em Londrina, sendo duas no centro (Avenida Juscelino Kubistchek); três na zona leste (duas no Cemitério Padre Anchieta e uma no Ernani Moura Lima); cinco na norte (três no Cemitério Jardim da Saudade e duas no Parque Ouro Verde); três na oeste (uma no Parque Jamaica, uma no Jardim Santa Rita e uma no Jardim Maracanã); três na região sul (duas na Guilherme de Almeida, entregues hoje, e uma no Conjunto União da Vitória); e cinco capelas distritais, na Warta, Maravilha, Lerroville, Guaravera e Paiquerê.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, lembrou que a obra era reivindicada pela comunidade há muito tempo. “Na região entorno da capela moram milhares de pessoas, que muitas vezes não tinham onde velar seus entes queridos, no momento de muita dor e tristeza. Por isso, fizemos um esforço grande para realizar esta construção, o projeto ficou muito bonito, funcional e moderno, e vai proporcionar velórios dignos, como todo cidadão merece”, ressaltou.

O vereador Chavão também esteve presente na entrega e ressaltou a importância da obra para a população. “Era um sonho dos moradores da região sul, por isso na primeira reunião que tive com o prefeito Marcelo Belinati e o secretário de Planejamento, Marcelo Canhada, relatei o desejo e necessidade dos moradores, pela capela. Estamos muito felizes com esta entrega, porque a população tinha que sair da zona sul para ir para o Cinco Conjuntos ou para a sede da Acesf, para realizar velórios, pois na região só havia a capela do União da Vitória. O local ficou muito bom, os moradores estão muito felizes e agora temos que cuidar do patrimônio, evitar vandalismos, ou seja, zelar por esta linda obra da zona sul”, enfatizou.

Atendimentos

Com a entrega das obras, as novas capelas da zona sul já estão disponíveis para utilização da população.  As capelas da zona sul, assim como as demais capelas administradas pela Acesf, funcionam 24 horas por dia. A qualquer tempo, com ocorrência de óbito, a família do falecido, se assim optar, pode realizar a locação da capela diretamente no plantão funeral de atendimento na sede da Acesf, na avenida na avenida na Juscelino Kubitscheck, 2.948. O telefone do local é (43) 3372-7850 e também funciona de forma ininterrupta.

Também estiveram presentes na solenidade de entrega, o chefe de Gabinete,
Moacir Sgarioni; o ex-vereador Estevão da Zona Sul; os pastores Góes e Sérgio; as equipes da Acesf e da Secretaria de Obras e Pavimentação; representantes da Construtora Regioli Ltda, além de lideranças comunitárias.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.