Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Espaço na unidade de Londrina vai passar por reforma e contará com local específico para atendimento de mulheres vítimas de violência

A Procuradora Especial da Mulher na Alep (Assembleia Legislativa do Paraná), a deputada estadual Cloara Pinheiro (PSD) anuncia que a Central de Flagrantes de Londrina terá um espaço chamado Sala Lilás, que será usado para atender mulheres vítimas de violência. Essa medida deve ser adotada também em outros municípios paranaenses.

Em reunião junto ao Secretário de Segurança Pública do Paraná, Coronel Hudson, e a delegada-chefe da Divisão Policial Especializada, Luciana Novaes, ainda nesse mês de março, teremos engenheiros visitando a Delegacia de Flagrantes de Londrina para providenciar uma sala especial para as mulheres.

 “Nós vamos instalar 40 Salas Lilás, que são salas de acolhimento, que estarão em todo o Estado. Nós precisamos chegar nas delegacias e ter um espaço específico, mais aconchegante, porque as mulheres que precisam de ajuda têm que ter um atendimento especializado. Isso será feito porque é impossível colocar atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher, o Estado não tem efetivo para isso, então essa é a solução que encontramos no momento para atender as paranaenses”, reforça Cloara.

Atualmente, o Paraná conta com 21 delegacias especializadas da Mulher. Cinco estão entre a Região Metropolitana de Londrina (Londrina e Arapongas), Vale do Ivaí (Apucarana) e o Norte Pioneiro (Cornélio Procópio e Jacarezinho).

Casa da Mulher Londrinense

A Procuradora Especial da Mulher da Alep, a deputada Cloara Pinheiro, anuncia também uma grande novidade para ajudar ainda mais as mulheres: a Casa da Mulher Londrinense. “Esse é um presente que vamos trazer para a cidade e atender também toda a região. O prefeito Marcelo Belinati conseguiu um terreno e me pediu ajuda para recursos e junto ao Governo do Estado e conseguimos trazer R$ 6 milhões em investimentos. Esse espaço será um Centro de Referência para Mulheres em Situação de Violência, com serviços jurídicos, psicológicos, programas voltados à autonomia econômica das mulheres e vários outros para tornar as mulheres ainda mais independentes”, ressalta Cloara.

Asimp/Deputada estadual Cloara Pinheiro

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.