Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em um primeiro momento, serão atendidos 440 idosos nas oficinas de oficina de canto coral ou coro cênico e de prática dançante, por meio de parcerias com OSCs

A Secretaria Municipal do Idoso (SMI) divulgou o calendário das oficinas culturais que acontecerão ao longo do ano nos Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs) Norte, Oeste e Leste. As atividades iniciaram na quinta-feira (1º) e acontecerão por meio de parcerias com organizações da sociedade civil (OSCs). Em um primeiro momento, serão atendidos 440 idosos nas atividades e as turmas já estão formadas.

A oficina de canto coral ou coro cênico acontecerá nas três unidades, em parceria com Associação de Arte e Cultura de Londrina (Corre), e terá duração de duas horas semanais em cada CCI. O projeto deverá atender, pelo menos, 120 pessoas idosas. No CCI Oeste, as aulas acontecerão às quintas-feiras, das 14h às 16h; no CCI Leste nas quintas-feiras, das 8h30 às 10h30; e no CCI Norte às quartas, das 14h às 16h.

A oficina de prática dançante também atenderá os idosos dos três CCIs, em parceria com a Associação Londrinense de Circo. A duração será de uma hora por semana, com o grupo de cada centro. A iniciativa poderá atender até 320 idosos. No CCI Norte, haverá turmas às segundas, das 10h às 11h e das 13h às 14h, e nas sextas-feiras, das 8h às 9h e das 9h às 10h. No CCI Oeste, o projeto será realizado nas terças-feiras, das 9h às 10h, e nas sextas, das 14h às 15h. Por fim, no CCI Leste, nas terças, das 13h30 às 14h30 e das 15h às 16h.

O Município está investindo, nestas duas oficinas, R$ 151.800,00. Os recursos são oriundos do Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (FMDPI), por meio de uma parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. Outras atividades culturais serão abertas e divulgadas ao longo do ano pela SMI.

A parceria com as organizações da sociedade civil foi firmada por meio de um chamamento público realizado pela Secretaria Municipal do Idoso. Essas colaborações visam a execução do Serviço de Fortalecimento de Vínculos de Proteção Básica, desenvolvido pelos CCIs, a fim de fortalecer os vínculos entre os idosos e seus respectivos núcleos familiares e a comunidade.

Segundo a secretária municipal do Idoso, Andrea Danelon, com os espaços dos CCIs totalmente reformados e revitalizados, será possível ofertar novas iniciativas, a fim de proporcionar ainda mais lazer e alegria para os idosos. “Os CCIs realizam, anualmente, cerca de 50 mil atendimentos em consonância com a promoção e proteção dos direitos da pessoa idosa e fortalecimento dos vínculos sociais e comunitários. Isso é muito relevante para a cidade e para as pessoas idosas”, apontou.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.