Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pelo convênio serão ofertadas 216 vagas para filhos de servidores da UEL e comunidade em geral

A Prefeitura Municipal de Londrina e a UEL formalizaram, ontem (15), um termo de cooperação para manutenção dos dois Centros de Educação Infantil (CEIs) da Universidade, localizados no Campus e na Rua Elias Tosetti, no Jardim Pérola, nas proximidades do Hospital Universitário (HU), na região Leste. Pelo convênio, a UEL cederá a infraestrutura dos prédios e o município, os professores. Cada unidade atenderá, a partir do próximo ano letivo, 108 crianças, totalizando 216 alunos.

Metade das vagas será direcionada a filhos de professores, estudantes e servidores da Universidade, via seleção do Serviço de Bem-Estar à Comunidade (Sebec). O Sebec recebe inscrições até o dia 8 de janeiro. O restante das vagas será preenchido via Central de Vagas da Secretaria Municipal de Educação de Londrina.

O termo de cooperação foi debatido durante os últimos anos e envolveu as procuradorias júridicas da Universidade (PJU) e do município para encontrar um modelo de parceria pública que pudesse evitar o fechamento das unidades, pois a UEL não tinha condições de repor o quadro de professores das duas CEIs. Pelo termo assinado nesta sexta-feira, duas entidades que participaram do edital de chamamento da Secretaria de Educação, Associação Alaíde Fausto de Souza e Instituto Pé Vermelho, assumirão as unidades do Campus e do HU, respectivamente.

Pelo trabalho, a Prefeitura repassará às entidades cerca de R$ 2 milhões anualmente para o pagamento dos professores. Os mais de 200 alunos passarão a receber a merenda diária, uniformes e material didático seguindo o modelo adotado em 58 CEIs do município, que já são terceirizadas a entidades. Ao todo, 6,3 mil crianças de zero a cinco anos são atendidas na Educação Infantil.

UEL patrimônio

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, afirmou que a decisão de apoiar a Universidade, assumindo as duas CEIs que foram criadas na década de 1980 para atendimento da comunidade interna da UEL, dá-se pela importância da principal instituição de Ensino Superior local. Segundo ele, a Universidade representa uma cidade dentro de Londrina, somando mais de 22 mil pessoas entre técnicos universitários, professores e estudantes de graduação e pós. “Penso que é o nosso maior patrimônio”, definiu. Salientou, ainda, a importância de fornecimento da merenda e dos uniformes, que deverão melhorar o atendimento às famílias.

Para a reitora, Marta Favaro, o acordo de cooperação manterá aberto duas unidades escolares onde são desenvolvidos projetos acadêmicos, frutos de estágios obrigatórios e de atividades vinculadas aos cursos de Licenciatura da UEL. Ela lembrou que o desejo é que o estudante de Londrina tenha acesso à Universidade e que possa completar todo o percurso formativo, chegando posteriormente ao Ensino Superior. Para a reitora, a relação estabelecida entre a prefeitura e a UEL pode futuramente servir de modelo para outros Centros de Educação Infantis mantidos pelo poder público.

Já o vice-reitor da UEL, Airton Petris, lembrou que as duas CEIs da Universidade têm longa tradição, boa localização e prédios em ótimas condições, além de mobiliário adequado para o atendimento da criança do Ensino Infantil. Ele ressaltou, também, que as atividades acadêmicas de estágio dos estudantes da UEL deverão continuar, o que possibilita a continuidade da ação pedagógica desenvolvida por professores e alunos dos cursos de graduação.

A secretária Municipal de Educação de Londrina, Maria Tereza Pascoal de Moraes, explicou que foram sete anos de trabalho e reuniões até a formalização do acordo de cooperação assinado nesta sexta. Segundo ela, o desafio foi encontrar um modelo de parceria pública para estabelecer obrigações e legalizar o repasse de professores e cessão de infraestrutura. “O mais importante é que estaremos atendendo nossas crianças da melhor forma possível”, descreveu.

A cerimônia de assinatura foi realizada no Gabinete da Prefeitura, com a participação de várias autoridades, entre elas o vice-prefeito de Londrina, João Mendonça, e o procurador-geral do Município, João Luiz Martins Esteves. Também participaram da solenidade a Chefe de Gabinete da UEL, Lisiane Freitas de Freitas, e a procuradora jurídica da Universidade, Tânia Lobo Muniz.

Matéria produzida por Pedro Livorati/UEL

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.