Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Uma designer voluntária restaurou uma fonte com 14 jarros de barro, utilizada nas missas e celebrações da Semana Santa do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na Vila Nova em Londrina. O trabalho foi totalmente voluntário e atendeu a um “chamado de Deus” para uma ação social durante a Quaresma. A fonte, utilizada pela equipe de liturgia do Santuário há pouco mais de três anos, está de volta ao presbitério, onde deve permanecer durante as missas e celebrações da Semana Santa até a festa litúrgica de Pentecostes.

“Nossa empreitada veio através de uma oração. Eu e meu sócio Fernando Cesar Rolim Carvalho estávamos buscando uma obra de caridade para fazer durante a Quaresma. Rezando, perguntei a Deus o que Ele queria que eu fizesse, como nossa empresa poderia servir ao Senhor. Uns dias depois, o pessoal do Santuário entrou em contato conosco e soubemos que era uma resposta de Deus”, conta Renata Garcia Guarez, designer sócia de Fernando no Clube do Barro, um ateliê e escola de cerâmica, especialista também em venda de materiais para ceramistas e em louças autorais para bares e restaurantes.

Quem ligou para ela foi o coordenador do Conselho de Pastoral Paroquial (CPP), Fernando Yamashita. “Alguns jarros tinham se quebrado no ano passado, tivemos que fazer uns remendos e recuperar alguns. Mas, não conseguíamos encontrar uma pessoa que fabricasse esses jarros. Comecei a procurar e encontrei o Clube do Barro. Eles se propuseram a recuperar os jarros e fabricar todos os 14 que vão na fonte”, conta Fernando.

De acordo com o padre Rodolfo Trisltz, pároco e reitor do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, o trabalho dos voluntários é fundamental para manter o funcionamento da dinâmica da Igreja. “Aceitamos e agradecemos o trabalho da Renata e de tantos voluntários, em tantas áreas, de tantas maneiras, cada qual aproveitando o talento que tem, oferecendo a Deus uma parte de seu tempo”, ressalta. O pároco diz que o Santuário está de portas abertas para receber ajuda de quem quiser contribuir, não apenas na grande Festa da Padroeira, dia 12 de outubro, mas, também, ao longo do ano.

Fábio Luporini/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.