Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSD) destacou, na sexta-feira (24), os três anos da criação da Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná.

 “Sempre repito que a criação da Procuradoria da Mulher foi uma das maiores conquistas da atual legislatura. Por meio do órgão temas tidos como femininos foram amplamente debatidos no plenário da Assembleia Legislativa. A Procuradoria da Mulher do Paraná é reconhecida nacionalmente como a mais atuante do Brasil”, disse.

A Procuradoria da Mulher foi instituída em 25 de junho de 2019 para compor a Rede de Enfrentamento à Violência de Gênero e monitorar, discutir e defender os direitos de todas as paranaenses no Poder Legislativo. O órgão é dirigido pela deputada Cristina Silvestri (PSDB).

Ambiente

Segundo Romanelli, a ação da Procuradoria da Mulher da Assembleia amplia o debate a respeito do empoderamento feminino e mobiliza mulheres e homens de todo o Paraná. “A Procuradoria é um instrumento necessário e eficaz na defesa e na ampliação dos direitos das mulheres”.

O parlamentar destaca a atuação da Procuradoria da Mulher com as Câmaras Municipais para criar o órgão de defesa dos direitos das mulheres nas 399 cidades paranaenses. “Diversas Câmaras e outros órgãos vem estabelecendo unidades semelhantes que vão auxiliar na construção de uma sociedade mais igual, menos machista e menos excludente”.

Projetos

Romanelli foi um dos principais defensores da criação da bancada feminina da Assembleia. O deputado é um dos autores do projeto de resolução 5/2022, que ainda tramita no Legislativo, junto com as deputadas Cristina Silvestri (PSDB), Mabel Canto (PSDB), Cantora Mara Lima (Republicanos), Luciana Rafagnin (PT), Maria Victória (PP).

O parlamentar do PSD também é co-autor de diversas leis sancionadas que focam na defesa e nos direitos das mulheres. Entre as mais recentes estão a 21.073/2022 que institui a semana de conscientização sobre o ciclo menstrual; 20.717/2021 que combate a pobreza menstrual; 20.595/2021 que criou o código do sinal vermelho para combater a violência doméstica e 20.234/2020 que instituiu a Campanha 16 Dias pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

ALEP

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.